Gênesis 43:16-34

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

Quão difícil é para os irmãos de José colocar de lado seus próprios recursos! No entanto, eles devem aceitar o fato de que sua dívida foi paga. Podemos ter certeza de que as contas de mordomo de José estavam em ordem pois ele afirma: “Vosso dinheiro me chegou a mim” (versículo 23). O grande José havia pago pessoalmente por seus irmãos. Da mesma maneira que Cristo suportou todo o custo de nossa paz. Nossa dívida foi totalmente paga e somente Ele sabe a importância disso. 

Nos versículos 30 e 31, que cena, você consegue ler isto sem se comover? Que coração amoroso. Ele não guardava nenhum rancor por eles e, todavia, ele não poderia deixar que vissem seu próprio coração. Somente quando eles tivessem aprendido o quão mau era o coração deles que poderiam entender seu coração de amor. Enquanto o mal não for julgado e confessado, não podemos provar a alegria da comunhão. 

Uma refeição em conjunto é um quadro desta comunhão, que implica em entendimento perfeito, uma conversa compartilhada por todos os participantes. Não é assim na Mesa do Senhor onde os crentes, todos juntos, relembram Seus sofrimentos? Mas aqui, por causa do pecado, há uma barreira entre eles, José come à parte de seus irmãos (versículo 32).

Ao ler estes capítulos, observe quantas vezes José chora: (Gênesis 42:24, Gênesis 43:30, Gênesis 45:2, 14, Gênesis 46:29, Gênesis 50: 1, 17). Que coisa maravilhosa, não o vimos chorar no poço ou na prisão. São lágrimas de amor. Eles nos fazem pensar nas lágrimas do Senhor Jesus (João 11:35, Lucas 19:41).

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

Compartilhe...