Gênesis 14:13-24

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

Até agora Abrão evitou intervir e tomar parte em um conflito que não lhe diz respeito (Provérbios 26:17). Mas assim que ele ouve que seu sobrinho foi feito prisioneiro, nada vai impedi-lo de ir ajudá-lo. 

Ele poderia dar uma desculpa para permanecer neutro em razão da fraqueza de seus recursos frente a um grupo de reis vitoriosos ou o fato de que Ló tinha merecido tudo o que aconteceu com ele. Mas esse não é o caso. O amor por seu “irmão”, sua fé e sua perseverança trazem a vitória e liberam o prisioneiro. 

Embora Ló fosse sobrinho de Abrão, ele é chamado de “seu irmão”. Quão humilhado deve ter ficado Ló quando pensou no amor de seu tio. Mas ele ainda tinha Sodoma em seu coração. O mundo é o objetivo quando tiramos os olhos do Senhor!

Mas agora ele encontra um adversário mais perigoso do que os quatro reis, embora ele tenha vencido. Este é o rei de Sodoma. Ele vem para Abrão e, dando-lhes presentes, tenta colocá-lo sob uma obrigação, tornando-o um devedor, achando que Abrão, como a maioria dos homens, é atraído por bens terrenos. No entanto Deus está ciente disso e para fortalecer a seu servo, pouco antes do encontro, ele envia um misterioso visitante – Melquisedeque. Ele é um rei e um sumo sacerdote. Uma figura do Senhor Jesus (Hebreus 6:20, 7:1-10 e 23-24), Cristo no milênio será igualmente Rei e Sacerdote. Alimentado e abençoado por Melquisedeque, Abrão recusa firmemente as propostas do rei de Sodoma. 

Um coração satisfeito por Cristo é o segredo para resistir a ofertas de Satanás. Ló, por outro lado, não leva em conta a lição divina. Ele voltará a viver em Sodoma e ali irá passar por uma experiência ainda mais trágica.

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

https://meditacoessobreoantigotestamento.blogspot.com/

(fique a vontade para compartilhar, para compartilhar no Facebook, retire este link)

Compartilhe...