Êxodo 40:1-19

(para maior proveito, ore, leia na Bíblia os versículos indicados e medite nos comentários) 
 
Cerca de um ano se passou desde a Páscoa no Egito, então, no primeiro dia do primeiro mês, Moisés é instruído a levantar o tabernáculo com seus móveis, figuras do novo relacionamento que Deus está estabelecendo com Seu povo. Todas as coisas se tornaram novas e é o próprio Senhor quem fez a provisão para tudo isso. Cada peça individual é colocada agora no lugar para formar um só tabernáculo. Isto nos faz pensar no “um só corpo” em 1 Coríntios 12:12-31, do qual Cristo é o Cabeça e todos os crentes são os membros de Seu corpo.  
 
O primeiro artigo de mobiliário então mencionado é a arca (versículo 3), para ser colocada dentro do tabernáculo, isso nos fala de Cristo como o sustentador do trono de Deus. Por isso teve um lugar de verdadeira separação, pois teve que ser separado da mesa, do castiçal e do altar de incenso, uma vez que estes três envolvem algo em que os crentes participam, enquanto que o trono de Deus está completamente acima de qualquer participação da criatura, ela fala de Deus unicamente e absolutamente em autoridade. O véu então seria uma divisão entre a arca e tudo o que estava no santuário exterior. 
Os versículos 1 a 15 declaram as instruções de Deus a Moisés e no versículo 16 nos diz que Moisés “simplesmente” fez como o Senhor ordenou. 
 
Com o lugar preparado, resta-nos apresentar os sacerdotes: “Farás chegar Aarão e seus filhos” (versículos 12 e 14). Pensamos no homem que fez uma grande ceia e mandou seu servo dizer aos convidados: “Vinde, que já tudo está preparado” (Lucas 14:17). O santuário foi preparado para o adorador; agora é necessário que o adorador seja preparado para o santuário: “os lavará… os vestirá… os ungirás…”. “Lavados, justificados, aperfeiçoados, consagrados, entramos no lugar santo”. E para o sacerdote agora começa os seus deveres santos em sua ordem apropriada: o altar de bronze, a pia, a entrada no lugar santo, a oferta de incenso sobre o altar de ouro. Será que vamos nos atrasar quando Deus mesmo disser: “Tu trarás”, quando nosso grande Sumo Sacerdote, o verdadeiro Arão, ao apresentar seus filhos no santuário celestial declarar: ” Eis me aqui a mim e aos filhos que Deus me deu” (Hebreus 2:13)? 
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor nos séculos XIX e XX.

 

Compartilhe...