Êxodo 34:27-35

 
(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
O versículo 27 é claro, Deus quer que aprendamos “o teor destas palavras”. Veja Neemias 8:8 e 1 Coríntios 3:6. Que possamos ganhar o “sentido” e o “espírito” da Palavra de Deus, bem como suas próprias palavras. 
 
Não é possível estar em contato com Deus e gozar das revelações da Sua graça, sem que isso se traduza externamente. O rosto de Moisés brilhava, embora ele não soubesse disso. Com seu rosto feliz, cada filho de Deus deveria mostrar naturalmente a felicidade que ele possui a quem estivesse ao seu redor. Que o mundo possa ver em nós algum reflexo do amor de Jesus!  
Esse rosto brilhante não tinha acontecido na vez anterior. A graça de Deus nos torna Cristãos que brilham? Se não, talvez precisemos passar mais tempo a sós com Ele – versículo 28.  
 
Paulo explica aos Coríntios por que Moisés colocou um véu em seu rosto. Antes da vinda do Senhor à Terra, nem o reflexo da glória divina podia ser suportado pelo homem pecador e devia ser escondido. Mas o véu “é removido por Cristo”. Na verdade, quando Jesus veio, Deus pôde finalmente ser visto, em Cristo, em toda a glória de Sua graça. De modo que agora, pela fé, contemplamos ao Senhor Jesus com rosto descoberto e passo a passo somos moralmente transformados em Sua imagem gloriosa. Você pode querer ler 2 Coríntios 3:1-18 inteiro para ver como Deus compara o capítulo 34 de hoje com o que nós Cristãos temos agora. A nação Judaica traz hoje o véu sobre sua face.  
 
Outro privilégio de Moisés era “falar com Ele”. A expressão aparece três vezes nestes poucos versículos. Que honra para este homem de Deus e que prova de íntima relação! Será que existe uma conexão entre a comunhão constante com o Senhor e um rosto radiante? Que Deus nos permita experimentar tanto uma quanto a outra!
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...