TSUNAMI A Imagem de um Pesadelo

Português

26 de dezembro – o dia depois do Natal – é um dia de descanso em diversas partes do mundo. Os presentes já foram abertos, as visitas a parentes foram feitas, banquetes foram servidos. Nada resta senão sonhar com o verão. Após os feriados, é tentador pensar em fazer as malas e voar para praias exóticas com ondas azuis, palmeiras, sol e areia.

Por isso, um resort na Tailândia anuncia: “Praia de Khao Lak – Resort Cinco Estrelas de Luxo. Desfrute de uma oportunidade de férias na praia que só acontece uma vez na vida.!”.

Uma oportunidade única na vida. Para muitos foi assim.

Mais tarde, naquela semana, a televisão mostrava filmes e fotos do tsunami e as notícias falavam da mesma praia:

“Quilômetros de hotéis destruídos ao longo da praia de Khao Lak na Tailândia, uma atração para turistas, começam a revelar cadáveres inchados, feridos e mutilados. Os 770 mortos até agora encontrados em Khao Lak são de diversos países de origem…”

As férias dos sonhos se transformaram em pesadelo para milhares de pessoas.

Tsunami – O desastre inesperado

Um minuto antes, famílias descansavam nas areias quentes da praia, pais olhavam seus filhos correndo e brincando alegremente. No minuto seguinte, muitos fugiam aterrorizados quando imensas ondas assassinas despencavam sobre as praias, arrastando toda forma de vida para o mar.

Mais de 150.000 pessoas morreram naquele dia, milhões ficaram desabrigados e os órfãos do tsunami eram contados aos milhares. Famílias, ricos e pobres, foram destruídas, alguns voltaram a seus lares enlutados para o resto da vida, outros foram para a eternidade.

Um dilúvio ainda maior

O relato bíblico do mundo antigo dá conta de um imenso dilúvio global que destruiu toda a população do mundo exceto oito pessoas. Deus enviou aquele dilúvio para destruir a maldade que havia no mundo, e avisou Noé com anos de antecedência para que construísse um barco para se salvar. (Gênesis 6, 7)

Por que Deus destruiria Sua própria criação? A Bíblia explica isso. Deus criou a humanidade à Sua própria imagem, para que fosse como Ele, para que tivesse comunhão com Ele. Mas os seres humanos, como um todo, se afastaram dEle, em atos e pensamentos. Já não éramos como tínhamos sido criados por Ele.

Após aquele dilúvio, Deus prometeu que nunca mais destruiria o mundo todo daquela maneira, e mostrou Seu arco-íris para simbolizar aquela promessa.

O que o futuro reserva?

Mas Ele promete que mais uma vez irá destruir completamente o mundo tal como o conhecemos, desta vez com fogo. Noé serviu para começar de novo dentro do propósito original de Deus – ter a humanidade como Sua amiga – mas outra vez os seres humanos se afastaram de nosso Criador, preferindo seus próprios planos ao invés dEle. “Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre Ele (Jesus) a iniqüidade de nós todos.” (Isaías 53:6)

Agora o Senhor Jesus é um Pastor salvando ovelhas perdidas. Ele assumiu nosso lugar no fogo do juízo sobre a cruz, para que pudesse abrir um caminho de segurança para cada pessoa que O busca. Mas assim como aconteceu antes do primeiro dilúvio, só há um período de tempo pré-determinado para se tirar proveito dessa segurança. “Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação”. (2 Coríntios 6:2)

Após Noé ter embarcado seguro na arca, o dilúvio ceifou a vida de todos, menos dos que buscaram abrigo na arca. O Senhor Jesus nos avisa em Lucas 17:26-27, “E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.”

Um lugar mais alto

Na Ásia, a falta de um sistema de alerta de tsunami foi responsabilizado pela falta de preparo e devastação. Todavia, muitos que de alguma forma puderam encontrar abrigo em um lugar mais alto fizeram isso e salvaram suas vidas.

No que diz respeito à eternidade, Deus já nos deu em Sua Palavra um aviso para escaparmos e encontrarmos abrigo na casa de Seu Pai nas alturas, antes que a porta para o céu seja fechada para sempre. Logo após Jesus levar Seu povo para a segurança do Lar, um juízo de fogo consumirá o mundo (Hebreus 10:27, 2 Pedro 3:7), e então não haverá mais organizações de socorro ou mesmo sobreviventes.

“Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações… Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação?” (Hebreus 3:15, 2:3). 

Mario Persona


English

December 26 – the day after Christmas – is restful in many parts of the world. Gifts have been opened, relatives visited, special meals eaten. There is nothing left to do but dream of summer. After the holidays, it’s tempting to fantasize about packing bags and flying to exotic beaches with blue waves, palm trees, sun and sand.

So, a resort in Thailand advertises: “Khao Lak Beach – Five-Star Luxury Resort. Enjoy a once-in-a-lifetime beach vacation!”

Once in a lifetime. This year, for many it was.

Later that week the television showed movies and photos of the tsunami and the news reported from the same beach:

“Miles of shattered hotels along Thailand’s Khao Lak beach, a magnet for tourists, began yielding up dead, bloated, gashed and mangled bodies. The 770 dead so far counted at Khao Lak came from dozens of countries….”

The dream vacation became a nightmare for thousands.

Tsunami – The unexpected disaster

One minute, families relaxed on the warm sand, parents watched their children run and play happily. The next, many fled in terror as huge killer waves rocketed over the beaches, sweeping life as they knew it out to sea.

Over 150,000 people died that day, millions were homeless and orphans of the tsunami were counted in thousands. Families, rich and poor, were torn apart, some to go home bereaved forever, some to go to eternity.

An even greater flood

The biblical account of the early days of the earth tells of a massive global flood that wiped out the entire world population except for eight people. God sent that flood to destroy the wickedness of the earth, and gave instruction to Noah years before to build a boat for safety. (Genesis 6, 7)

Why would God destroy His own creation? The Bible explains that. God created humanity in His own image, to be like Him, for a relationship with Him. But as a whole humans had turned away from Him, in heart and in likeness. We were no longer what He created us to be.

After that flood, God promised never again to destroy the entire earth that way, and displayed His rainbow to symbolize that promise.

What about the future?

But He does promise that He will again completely wipe out the earth as we know it, this time with fire. Noah was a fresh start to God’s original purpose – to have humanity for His friend – but again we humans have turned away from our Maker, pursuing our own agendae rather than Him. “All we like sheep have gone astray. We have turned every one to his own way, but the Lord has laid on Him (Jesus) the iniquity of us all.” (Isaiah 53:6)

Now the Lord Jesus is a Shepherd saving lost sheep. He took our place in judgement-fire on the cross, so that He could open a way to safety for any individual who seeks Him. But just like before the first flood, there is only a predetermined amount of time to take advantage of that safety. “Now is the accepted time… now is the day of salvation.” (2 Corinthians 6:2)

After Noah boarded the ark to safety, the flood ripped away the lives of everyone else, but those who took shelter in the ark. The Lord Jesus warns us in Luke 17:26-27, “As it was in the days of Noah, so shall it be also in the days of the Son of Man. They did eat, they drank, they married wives, they were given in marriage, until the day that Noah entered into the ark, and the flood came and destroyed them all.”

A higher ground

In Asia, lack of a tsunami warning system was blamed for the unpreparedness and devastation. However, many who in some way could find a shelter in a higher ground did that and saved their lives.

As to what concerns eternity, God has given us warning in His Word, a warning to escape and find shelter in His Father’s house above, before the door to heaven be shut forever. Shortly after Jesus takes His people Home to safety, fiery judgment will consume the world (Hebrews 10:27, 2 Peter 3:7), and there will be no more relief organizations, and no survivors.

“Today if you will hear His voice, do not harden your hearts… How shall we escape, if we neglect so great salvation?” (Hebrews 3:15, 2:3).

Mario Persona

Compartilhe...