Cartas para jovens crentes (de todas as idades) – Sobre ler as Escrituras – W. J. Hocking

Cartas para jovens crentes

W. J. Hocking

1. Sobre ler as Escrituras

Meus queridos jovens amigos,

Não é suficiente que você leia “sobre” as Escrituras, você deve ler as Escrituras. Um cristão ignorante de sua Bíblia é praticamente indefeso contra os ataques do mundo, da carne e do diabo. É um anão espiritual, pois não pode crescer sem o leite racional da Palavra (1 Pedro 2:2). Ele é dominado pelo Maligno, pois não consegue usar com habilidade a espada do Espírito, a palavra de Deus (Efésios 6:17). Ele tropeça em armadilhas e ciladas e desvia-se do caminho, pois ele está sem essa lâmpada para os pés e aquela luz para o caminho que a palavra de Deus fornece a todos os que a consultam (Salmo 119:105).

Você achará isso de imensa ajuda para formar o hábito de ler a palavra de Deus regularmente todos os dias. Vemos que os bereanos foram especialmente elogiados porque examinavam as Escrituras “diariamente” (Atos 17:11). Você terá que superar muitas dificuldades para fazer isso. Mas nada que realmente valha a pena fazer é feito corretamente sem esforço e dedicação. Muito provavelmente, se você não quer deixar de fazer algo do seu dia a dia, você terá que acordar mais cedo ou deixar de lado alguma “diversão”. Mas seja lá o que desistir para adquirir este hábito, você com certeza não será um perdedor.

Você observará que os bereanos examinavam as Escrituras. Isso implica em um esforço sincero para entender o que é lido. É para um coração disposto que se ensina sobre Deus. O leitor apático não ganhará prazer nem lucro.

Lembre-se de que Cristo é a chave das Escrituras. O capítulo 53 de Isaías era um enigma para o eunuco etíope, ele não conhecia Cristo. Então Filipe “lhe anunciou a Jesus” diretamente, sua alma estava cheia de luz divina. É a própria palavra do Senhor em relação às Escrituras “que de mim testificam” (João 5:39). Os judeus não creram em Cristo e, portanto, não entendiam nem a lei, nem os profetas, nem os salmos.

Leiam suas Bíblias com fé. Recebam cada palavra como do próprio Deus. Não criem dificuldades para ajustar uma passagem com outra; mas creiam que ambas são verdadeiras. Pois é “pela fé que entendemos” (Hebreus 11:3). Nos escritos dos homens é melhor procurar compreender antes de acreditar. Mas a Bíblia vem até nós com a autoridade de Deus e a primeira coisa que é exigida de nós é aceitá-la com toda a fé inquestionável, como das “criancinhas”.

Mas coloquem no coração a necessidade de lerem suas Bíblias regularmente. Isso irá ajudá-los, na medida do possível, a terem um plano definido a seguir. Cada um acha um método adequado.

Agradeceríamos se alguns dos nossos leitores escrevessem e nos dissessem o plano que acham melhor, o quanto leem diariamente e quais partes da Palavra leem. Se seus planos fossem divulgados, talvez possam ser úteis para outros.

Confiamos que este convite será respondido porque acreditamos que um bom número pode ser assim ajudado em uma dificuldade prática. Nos referimos à dificuldade que alguns acham na leitura regular em um momento específico.

Alguns saem de casa logo cedo, outros têm pouco ou nenhum tempo livre ao longo do dia. Outros voltam para suas casas a noite e estão excessivamente cansados. E tem aqueles que parecem incapazes de encontrar um momento de silêncio, um momento íntimo, para ler a Bíblia.

Por sugestão do Maligno estas circunstâncias são ampliadas e tornam-se obstáculos insuperáveis virando desculpas para uma séria negligência das Escrituras.

Esperamos, portanto, que alguns de nossos leitores possam dar dicas úteis para talvez ajudar outros a superarem esses pequenos obstáculos e formar o hábito de lerem a Palavra de Deus diariamente.

Mas seja qual for o plano adotado, aquele que se prove realmente útil, o ponto principal será perdido a menos que as Escrituras sejam lidas no estado de espírito e atitude adequada da alma. Manuseie o Sagrado Volume com reverência. Vire suas páginas com piedoso temor. Receba suas palavras com humildade e “disponibilidade” mental. Esconda o tesouro de seus ensinamentos no coração. Desfrute com entusiasmo e sem arrependimento. Pondere cuidadosamente sobre cada verso. Medite por muito tempo, mas ore sem cessar.

Lembre-se acima de tudo que a palavra de Deus é projetada para formar as afeições do coração, bem como para desenvolver a inteligência espiritual. Não é suficiente que você conheça as diversas maneiras pelas quais o amor de Deus se manifestou, esse conhecimento deve mover as profundidades mais íntimas de seu ser. Ela deve animar as energias da sua alma para um ardente amor por Deus e por aqueles que são Dele, na verdade, por todos ao nosso redor. É bom ter visões claras sobre a verdade bíblica. Este deve ser nosso desejo. Atente-se para a necessidade de meditar tranquilamente aos pés do Senhor e permitir que Suas palavras abençoadas se destilem na alma, animando e inflamando as afeições por Ele. Por isso, cuidado para que o intelecto cresça à custa do coração.

Isso pode ser evitado tendo o cuidado de colocar em prática que o que Ele nos mostra é Sua vontade. É ao coração desejoso em fazer a Sua vontade que é ensinado sobre Ele (João 7:17). Isso novamente nos leva de volta a necessidade de ler a Bíblia diariamente. Porque Deus nos mostra sua palavra “um pouco aqui, mais um pouco lá”, de acordo com a necessidade. E, por assim dizer, Deus nos preparará em nossas tarefas diárias, se nós humildemente, reverentemente abordarmos Sua Palavra e ouvirmos atentamente o que Ele tem a dizer.

Compartilhe...