Diário do Jovem Cristão para a Sexta-Feira

Pergunta do Mês

P. Você poderia explicar o que as “maçãs de ouro” e as “salvas de prata” tipificam em Provérbios 25:11?

R. Vamos primeiramente notar o contexto, que é sempre tão importante. “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo” (Provérbios 25:11).

Note que o versículo tem a ver com o que falamos. Maçãs tipificam um fruto, e ouro é muitas vezes uma figura da justiça divina. Uma salva é uma bandeja decorada feita de metal, e representa algo que conta uma história ou transmite uma certa imagem ou mensagem. A prata é invariavelmente um símbolo da redenção.

Portanto, aprendemos pelo menos uma lição desse provérbio de Salomão: que as palavras que falamos, ditas no momento certo e da maneira certa, produzirão fruto divino para a salvação e bênção daqueles a quem falamos.

Fruto para Deus em nossa vida cristã é resultado do Espírito Santo habitando em nós, e quando isto é apresentado na bela figura da redenção, por nossas palavras e conversas, é de fato uma coisa bonita, pela qual os outros podem ver aquilo que é verdade sobre cada crente em Cristo. “Em quem temos a redenção” (Efésios 1:7). “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21).

Compartilhe...