Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados, e nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém” [1]

Todo pecador lavado pelo sangue é um sacerdote, “tendo… ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus” [2], e é convidado a “chegar, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” [3]. Como crentes e sacerdotes, nós “também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” [4]. E o que são esses “sacrifícios espirituais” que devemos “oferecer”? Primeiramente, devemos nos oferecer a nós mesmos, para “que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” [5]. Então, tendo oferecido a nós mesmos, “ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome. E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada” [6]. Isso é para Ele “como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus” [7].

Oferecemos a nós mesmos a nosso Deus,
Como sacrifícios vivos;
Somos transformados, nossas vidas são mudadas;
Nossas vidas agora provam das coisas celestiais.

[1] Apocalipse 1:5-6; [2] Hebreus 10:19; [3] Hebreus 4:16; [4] 1 Pedro 2:5; [5] Romanos 12:1‑2; [6] Hebreus 13:15‑16; [7] Filipenses 4:18

Compartilhe...