Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Tu contaste as minhas aflições; põe as minhas lágrimas no teu odre; não estão elas no teu livro?” [1]

Muitas são as lágrimas que foram derramadas pelo povo de Deus neste mundo amaldiçoado pelo pecado e hostil: lágrimas de pesar, lágrimas de arrependimento e remorso, lágrimas de desamparo, lágrimas de preocupação, e até mesmo, às vezes, lágrimas de alegria. E o Senhor sabe sobre todas elas e mantém a conta de todas. Muitos de nós podemos nos colocar no lugar do salmista quando disse: “As minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite, porquanto se me diz constantemente: Onde está o teu Deus?” [2] Muitos dos queridos servos de Deus, tais como Paulo, estão “servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas” [3], e “não cessaram, noite e dia, de admoestar com lágrimas a cada um de vós” [4]. Muitas cartas foram escritas pelos santos (crentes) das quais pode ser dito: “vos escrevi, com muitas lágrimas” [5], e muitos queridos filhos de Deus podem dizer com Davi: “Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas” [6]. Deus permite essas mágoas e lágrimas por algum propósito, e Ele conta todas as nossas lágrimas. “Em toda a angústia deles ele foi angustiado.. e [Ele] os tomou, e os conduziu” [7], e Sua palavra para Ezequias vêm aos nossos corações: “Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas” [8]. E o tempo se aproxima em que “Deus limpará de seus olhos toda a lágrima” [9].

O coração se quebra, e as lágrimas fluem
Através de noites escuras e tristes,
Mas a bênção de Sua mão virá,
Diretamente do “Pai das luzes”.

[1] Salmo 56:8; [2] Salmo 42:3; [3] Atos 20:19; [4] Atos 20:31; [5] 2 Coríntios 2:4; [6] Salmo 6:6; [7] Isaías 63:9; [8] 2 Reis 20:5; [9] Apocalipse 21:4

Compartilhe...