Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Estude para mostrar-te a Deus aprovado, um obreiro que não precisa se envergonhar, dividindo corretamente a palavra da verdade.” [1, KJV]

Enquanto estudamos a Bíblia, cuja palavra é “lâmpada para os meus pés… e luz para o meu caminho” [2], asseguremo-nos de que estamos “dividindo corretamente a palavra da verdade” [1]. Embora toda a Palavra de Deus seja para nós e seja “proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça” [3] — embora seja toda para nós, não é toda sobre nós. Por exemplo, a palavra de Deus a Adão foi que “da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás” [4]. Certamente essa passagem, assim como todas as outras, “é proveitosa” para nós, quando observamos os efeitos da desobediência de Adão a ela, embora não seja dirigida diretamente para nós, pois não estamos no Jardim do Éden no início da história humana, como estava Adão. Portanto, que estejamos “dividindo corretamente a palavra da verdade” [1], traçando uma linha clara e evidente. Apliquemos a Israel o que Deus disse a eles, e à igreja o que Deus disse a nós, em obediência sincera. Então podemos dizer com o salmista: “Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais doces do que o mel à minha boca” [5].

A Palavra de Deus é clara para o homem
Cujo coração tende a obedecê-la,
Trazendo vida, esperança e bênção
De cada versículo das Sagradas Escrituras.

[1] 2 Timóteo 2:15 (Versão King James); [2] Salmo 119:105; [3] 2 Timóteo 3:16; [4] Gênesis 2:17; [5] Salmo 119:103

Compartilhe...