Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“O Senhor é bom, ele serve de fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele” [1]

Três coisas são aqui declaradas sobre o Senhor: (1) Ele “é bom”, (2) Ele “serve de fortaleza no dia da angústia”, e (3) Ele “conhece os que confiam nele”. Que maravilhoso é saber que Ele “é bom”, Ele é amoroso e gracioso, Ele é precioso e doce, bondoso e generoso. “Bom e reto é o Senhor; por isso ensinará o caminho aos pecadores” [2]. E esse Deus, que “é bom”, é para Seu povo redimido uma “fortaleza no dia da angústia” [1]. Ele é para nós uma defesa, um lugar fortificado para o qual podemos fugir e tomar refúgio daquilo que nos aflige “no dia da angústia”. Muitos dos queridos filhos de Deus comprados com sangue se encontram “no dia da angústia”, assolados pelas adversidades, aflições ou tribulações. Mas “o Senhor será também um alto refúgio para o oprimido; um alto refúgio em tempos de angústia. Em ti confiarão os que conhecem o teu nome; porque tu, Senhor, nunca desamparaste os que te buscam” [3]. Além disso, o Senhor “conhece os que confiam nele” [1], pois “o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade” [4]. “Chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora” [5], e “se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele” [6].

O Senhor está ao nosso lado nas aflições;
Sua compaixão é plena e livre;
Nossa defesa contra o diabo,
Que seria nosso destruidor.

[1] Naum 1:7; [2] Salmo 25:8; [3] Salmo 9:9-10; [4] 2 Timóteo 2:19; [5] João 10:3; [6] 1 Coríntios 8:3

Compartilhe...