Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“A minha meditação acerca dele será suave; eu me alegrarei no Senhor.” [1]

Quão espiritualmente proveitoso é para o cristão meditar e ponderar sobre a Palavra de Deus. “Bem-aventurado o homem que… tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” [2] Assim “a minha meditação acerca dele será suave” [1], pois a Palavra fala de nosso bendito Senhor e Salvador que, viajando com os dois discípulos de Emaús, “explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras” [3]. Portanto, quando meditamos na Palavra, estamos, de fato, meditando n’Ele. “Quando me lembrar de ti na minha cama, e meditar em ti nas vigílias da noite.” [4] “Considero todos os teus feitos; medito na obra das tuas mãos.” [5] Assim, “dá ouvidos às minhas palavras, ó Senhor, atende à minha meditação” [6], e “meditarei também em todas as tuas obras, e falarei dos teus feitos” [7]. A meditação então produz oração e testemunho, e contribui para uma vida piedosa, pois “meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos” [8]. “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido.” [9] “Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia.” [10]

Pondere bem na Palavra do Senhor;
Medite e reflita nela,
Pois a Palavra de Deus sobre o coração
Protegerá a alma do pecado.

[1] Salmo 104:34; [2] Salmo 1:1-2; [3] Lucas 24:27; [4] Salmo 63:6; [5] Salmo 143:5; [6] Salmo 5:1; [7] Salmo 77:12; [8] Salmo 119:15; [9] Josué 1:8; [10] Salmo 119:97

Compartilhe...