Conforto das Escrituras para o Sábado

“Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor.” [1]

A palavra “moderação” carrega o pensamento de racionalidade, consideração, gentileza e tolerância, que nós que conhecemos o Senhor devemos exercitar, porque “perto está o Senhor” [1]. Estamos “aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” [2], “e todo o que nele tem esta esperança, purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro” [3]. Devemos portanto ser “moderados (gentis), mostrando toda a mansidão para com todos os homens” [4], “com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor” [5]. “Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados” [6], “porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos” [7]. “Ora eu… vos rogo pela mansidão e benignidade de Cristo” [8] a “considerarmo-nos uns aos outros” [9], e “alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram” [10], e “ser brando para com todos, apto para ensinar, paciente; corrigindo com mansidão os que resistem, na esperança de que Deus lhes conceda o arrependimento para conhecerem plenamente a verdade” [11]. “Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens” [1], pois “aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo” [12].

Gentis, mansos e tolerantes,
Deus assim quer que seu povo seja,
Olhando para “o que é dos outros”,
Vivendo para a eternidade.

[1] Filipenses 4:5; [2] Tito 2:13; [3] 1 João 3:3; [4] Tito 3:2; [5] Efésios 4:2; [6] Efésios 5:1; [7] Mateus 5:45; [8] 2 Coríntios 10:1; [9] Hebreus 10:24; [10] Romanos 12:15-2; [11] Timóteo 2:24-25; [12] Filipenses 3:20

Compartilhe...