Conforto das Escrituras para o Sábado

“Porque ele livrará ao necessitado quando clamar, como também ao aflito e ao que não tem quem o ajude” [1]

O mundo e a cristandade professa têm o costume de dizer que Deus ajuda a quem se ajuda. Mas há muitas situações em que não podemos nos ajudar a nós mesmos, quando “demasiado longa te será a viagem” [2]. Mas em tais situações, “ele tem conhecido o teu caminho por este grande deserto” [3], e agora bendito e encorajador é saber que “ele livrará… ao que não tem quem o ajude” [1]. Assim, quando “a angústia está perto, e não há quem acuda” [4], e quando clamamos a Ele para “dar-nos auxílio contra o adversário, pois vão é o socorro da parte do homem” [5], podemos ter certeza que “eu, na verdade, sou pobre e necessitado, mas o Senhor cuida de mim” [6], e “ele livrará ao necessitado quando clamar, como também ao aflito e ao que não tem quem o ajude” [1], pois “ele… não se esquece do clamor dos aflitos” [7], e “a ti o desamparado se entrega; tu és o amparo do órfão” [8]. “Julgue ele os aflitos do povo, salve os filhos do necessitado, e esmague o opressor” [9]. “O Senhor se compraz nos que o temem, nos que esperam na sua benignidade” [10].

Cansados, tristes e desencorajados,
Sem ajuda a se encontrar no homem,
Clamamos a Ele que nos ama,
E “o Senhor lhe segura a mão”.

[1] Salmos 72:12; [2] 1 Reis 19:7; [3] Deuteronômio 2:7; [4] Salmo 22:11; [5] Salmo 60:11; [6] Salmo 40:17; [7] Salmo 9:12; [8] Salmo 10:14; [9] Salmo 72:4; [10] Salmo 147:11

Compartilhe...