Conforto das Escrituras para o Domingo

“Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade” [1]

Embora não possamos sempre afirmar algo sobre a salvação dos outros, “o Senhor conhece os que são seus” [1]. Ele disse: “Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido” [2], e “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem” [3]. “Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele” [4]. Está escrito sobre alguns que “confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra” [5]. “Quem está ao lado do Senhor?” [6] “Qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade. Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra” [7]. Deus quer que sejamos “como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância” [8]. “Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá” [9].

“Eu… conheço as Minhas ovelhas”, diz o Pastor,
E Eu “das Minhas sou conhecido”;
Elas “ouvem a Minha voz, e… elas Me seguem”;
Elas mostram a Mim à humanidade.

[1] 2 Timóteo 2:19; [2] João 10:14; [3] João 10:27; [4] 1 Coríntios 8:3; [5] Tito 1:16; [6] Êxodo 32:26; [7] 2 Timóteo 2:19-21; [8] 1 Pedro 1:14; [9] Salmo 1:6

Compartilhe...