Conforto das Escrituras para o Sábado

“Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.” [1]

Sabemos que “os sofrimentos de Cristo” foram cumpridos em Sua primeira vinda, e que “a glória que se lhes havia de seguir” [1] será revelada quando Ele vier novamente. Vivemos entre Seus dois adventos. Mas os profetas do Antigo Testamento viveram antes de ambas as vindas, e eles “inquiriram e trataram diligentemente” quanto ao que “o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava”, quando Ele falava através deles dos “sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir” [1]. Eles viram a primeira e a segunda vinda de Cristo em uma só visão combinada. Isaías escreveu daquEle que “era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos” [2]. Por outro lado, ele também falou daquEle que virá e “ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio” [3]. As duas vindas de nosso Senhor estão inseparavelmente conectadas na Palavra. Ele “se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo” [4], e esperamos pelo momento em que Ele “aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” [5].

Ele veio, o bendito Filho de Deus,
Para morrer pelos pecados de todos;
Ele virá novamente em grande glória;
E seu juízo sobre o pecado derramará.

[1] 1 Pedro 1:10-11; [2] Isaías 53:3; [3] Isaías 11:4; [4] Hebreus 9:26; [5] Hebreus 9:28

Compartilhe...