POR QUE O NASCIMENTO DE CRISTO NÃO FOI O SUFICIENTE?

Link: https://youtu.be/t3gjARDPfUg

Sem dúvida, você já deve ter visto a representação do nascimento de Jesus Cristo em uma manjedoura. Maria, a virgem, deu à luz a Jesus, o Filho de Deus. “E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.” (Lucas 2:7). Milhões já nasceram e morreram. Pela primeira e única vez na história, nasceu um bebê que cresceria sem demandar atenção para si de modo egoísta. Um adolescente viveria sem nunca desejar seguir Seu próprio caminho. Um jovem honraria Sua mãe sem nunca ser imprudente para com ela. Um homem viveria sem pecado e teria o direito de viver para sempre. Deus havia profetizado isto muitos anos antes: “Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.” (Isaías 7:14, Mateus 1:23). Bilhões continuaram nascendo e morrendo desde aquele nascimento em Belém.

 

Meramente um Homem Maravilhoso?

Muitos olham para aquele homem, Jesus Cristo, como um exemplo maravilhoso, um ideal a se perseguir, ou uma distante, vaga e amigável figura. De fato, Seu nascimento e Sua vida deu tremendo prazer a Deus, o Pai. Deus disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo” (Mateus 3:17). Mas Deus, o Pai, tinha um propósito ainda mais profundo ao enviar Seu Filho para se tornar um homem. “O Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo” (1 João 4:14). O pecado poluiu o universo de Deus e Ele não pode aceitar pecadores em Sua presença. Ele afirmou claramente que “a alma que pecar, essa morrerá” (Ezequiel 18:20). Cada um de nós estamos diante das consequências de nossos pecados – a morte e a eterna separação de Deus. Não pode haver pagamento por pecados sem haver alguém que dê sua vida. “Sem derramamento de sangue não há remissão” (Hebreus 9:22)

 

Levados a Deus

Jesus Cristo veio não só nascer e viver um vida perfeita, mas morrer e sofrer pelo pecado, “o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus” (1 Pedro 3:18). Ele tinha todo o direito de retornar ao Céu sem morrer. Ele não fez nada digno de morte. No entanto, o Senhor Jesus escolheu permitir que Ele mesmo fosse açoitado, insultado e crucificado. Então, enquanto pendurado na cruz, Ele aceitou a punição de um Deus santo contra o pecado no lugar dos que o cometeram. Agora Ele pode oferecer uma justa salvação para qualquer um que vá até Ele para recebê-la. Meramente uma vida perfeita, seja quão bonita for, não seria suficiente para salvar quem quer que seja, pois o amor de Deus nunca se satisfaria com apenas isso. “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5:8). E você, irá a Deus como um pecador para receber a salvação que Jesus Cristo, que agora está ressuscitado dentre os mortos, te oferece?

 

Fonte: BIBLE TRUTH PUBLISHERS

Veja Também:

Author: Acervo Digital Cristão

Share This Post On