Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Aos jovens cristãos…

Talvez alguns de nossos leitores estejam estudando em uma universidade ou faculdade. Certamente não há nada de errado nisso, mas você já considerou este versículo: “Porque os que servirem bem como diáconos adquirirão para si uma boa posição (bom grau – JND) e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus” (1 Timóteo 3:13)?

Paulo disse ao jovem Timóteo como obter, não apenas uma posição, um grau, mas um “bom grau”. Talvez o Senhor tenha alguma função ou trabalho útil para você realizar para o Seu povo. Se você faz isso bem, e para a glória do Senhor, você certamente terá comprado um bom grau aos olhos de Deus.

Pode não ser o trabalho mais glamouroso do mundo, e você pode não obter muito reconhecimento ou agradecimento por ele de outros crentes. Pode parecer muito mundano, repetitivo ou servil, e talvez nem seja apreciado por aqueles a quem você procura servir. Mas se você fizer isso para o Senhor e Sua aprovação, Ele o recompensará. Isso vale mais do que qualquer diploma que possamos obter de uma instituição de ensino neste mundo.

Diário do Jovem Cristão para o Domingo

Ele se deu

Hoje de manhã tive o privilégio de partir o pão com os irmãos em Dickson Village, Saint Vincent. A reunião começou com o hino:

Senhor, Teu amor nos procurou e nos encontrou
Vagando neste grande deserto,
Jogaste os teus braços ao redor de nós
Por nós sofreu, sangrou e morreu:
Cante minha alma! Ele te amou
Jesus se entregou por mim.
(Little Flock nº 31)

Embora tenha cantado esse hino muitas vezes, parecia tão novo e apropriado para a ocasião e trouxe à mente diversos versículos conhecidos da Bíblia.

“Nosso Senhor Jesus Cristo, o que se deu a si mesmo por nossos pecados” (Gálatas 1:3-4).

“Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2:20).

“Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela” (Efésios 5:25).

Foi maravilhoso lembrar que “Ele se deu”.
Ele não podia dar mais, e não daria menos.

Baseado nos escritos de Jim Hyland

Diário do Jovem Cristão para a Quinta-Feira

Uma Mãozinha

“Os homens se esforçavam com os remos” (Jonas 1:13).
“E, vendo-os fatigados a remar” (Marcos 6:48)

Em 1881, o pintor francês Emile Ranouf em sua pintura “La main tendue” mostra um velho pescador sentado em um barco, com uma garotinha sentada ao seu lado. Ela é provavelmente a neta do senhor, e ela está com suas duas mãos em um grande remo. O homem olha com admiração e carinho para ela. Ele aparentemente deve ter dito a ela que ela podia ajudá-lo a remar o barco, e pelo olhar em seu rosto, ela está levando essa tarefa bastante a sério. Podemos assumir que, em seu desejo de ajudar, ela sente como se estivesse fazendo uma grande parte do trabalho, e que o barco estaria se movendo de forma constante através da água graças aos seus esforços. No entanto, é fácil perceber que é o braço forte e musculoso do avô que está realmente impulsionando o barco.

Assim é com cada um e nós que conhecemos a Cristo como “o capitão de sua salvação” (Hebreus 2:10, versão King James). Ele toma o leme e maneja os remos, mas também nos dá responsabilidades e uma parte em Seu trabalho, enquanto nos assegura: “Quando passares pelas águas, eu serei contigo” (Isaías 43:2)

Diário do Jovem Cristão para a Quarta-Feira

Ele Mora Aqui

“E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. E entrou para ficar com eles.” (Lucas 24:29)
“Para que Cristo habite pela fé nos vossos corações” (Efésios 3:17)

Quando a Rainha Vitória reinou na Inglaterra, ela ocasionalmente visitava algumas das casas humildes de seus súditos. Certa vez ela entrou na casa de uma viúva e ficou para desfrutar de um breve período de comunhão cristã.

Mais tarde, a pobre mulher foi provocada por seus vizinhos incrédulos e mundanos. “Quem foi o convidado mais honrado que você já recebeu em sua casa?”

Eles esperavam que ela dissesse que era Jesus, mas para surpresa deles ela respondeu: “A convidada mais honrada que já recebi é Vossa Majestade, a Rainha Vitória”.

“Você disse a Rainha?”, zombaram eles, “te pegamos dessa vez! Não é de Jesus que você vive falando? Não seria Ele seu mais honrado convidado?”

A resposta da senhora foi definitiva e bíblica: “Não mesmo! Ele não é um convidado… Ele mora aqui!” Assim, seus escarnecedores ficaram em silêncio.

Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Acho que todo salvo admitirá que um cristão deve ser cristão na conduta e no discurso, assim como no nome. Caso contrário, como a vida de Cristo será vista em nós? Como daremos testemunho da nossa salvação para a bênção e salvação dos outros?

O Senhor deu instruções muito específicas ao homem que Ele livrou de demônios, com uma pequena diferença nos dois evangelhos em que esse evento é mencionado.

“Vá para casa, para os seus amigos, e ANUNCIA-LHES quão grandes coisas o Senhor fez por você” (Marcos 5:19).

“Volta para tua própria casa e MOSTRA quão grandes coisas Deus fez a ti” (Lucas 8:39).

Por um lado, ele deveria contar sobre a sua maravilhosa experiência com o Senhor Jesus, por outro, ele deveria mostrar por suas ações que ele estava curado e agora era um seguidor de Cristo.

Que essas duas coisas também caracterizem nossa vida cotidiana.

Diário do Jovem Cristão para o Sábado

Uma Promessa de Três Partes

“E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23:42,43).

Um dos ladrões pendurados em uma cruz ao lado do Senhor Jesus fez um pedido. Sabemos que ele foi salvo pela resposta de Jesus ao seu pedido. Ele lhe deu uma promessa com três partes.

1. Salvação Imediata: Note a palavra “hoje”. Em outras palavras, “hoje mesmo, o dia de sua crucificação”. Seja onde for o “paraíso”, Jesus disse a esse ladrão que ele estaria lá naquele mesmo dia.

2. Salvação Pessoal: Ele disse “comigo”. Não é “Você aí e eu aqui”. Onde quer que Jesus estivesse indo, esse ladrão estaria ali ao Seu lado. O céu é onde Jesus está, e estar com Ele é estar no céu.

3. Salvação Celestial: “Paraíso” é a palavra crucial. É a morada do Senhor agora, como indicado por Paulo, quando falou do momento em que “foi arrebatado ao paraíso” (2 Coríntios 12:4).

Essas três promessas compõem uma completa salvação. Verdadeiramente, esse ladrão recebeu muito mais do que pediu. E você, já recebeu também?

Diário do Jovem Cristão para a Quinta-Feira

Irrepreensível

“O mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é aquele que vos chama, e ele também o fará” (1 Tessalonicenses 5:23).

Cada parte de nós, das profundezas interiores do nosso ser à casca exterior, precisa ser preservada. É tão fácil se ocupar com o mundo e sua maldade, especialmente quando estamos na escola ou no trabalho. A pressão dos colegas é muito forte. Todos os padrões morais que nossos pais e avós tentaram defender no temor de Deus estão sendo abandonados.

No entanto, temos Alguém que é fiel e Alguém que é capaz de preservar as três partes do nosso ser: espírito, alma e corpo. “Deus é fiel” (1 Coríntios 1:9).

Assim como Paulo escreveu para os tessalonicenses, faremos bem em orar um pelos outros todos os dias: “Oro a Deus para que todo o seu espírito, alma e corpo sejam preservados IRREPREENSÍVEIS até a vinda do Senhor Jesus Cristo”.

Diário do Jovem Cristão para a Terça-Feira

Uns aos Outros

“O ferro é afiado pelo ferro; assim o homem afia o rosto do seu amigo” (Provérbios 27:17).

Como um instrumento de ferro é afiado e polido pelo contato com outro, do mesmo modo podemos nos ajudar mutuamente por conversas e trocas de ideias interessantes e proveitosas. Uma pessoa que se isola de seu semelhante e não busca o conselho e o companheirismo dos outros é sempre unilateral e desequilibrado em seus pensamentos e ações.

Se você deseja ser uma bênção para os outros, deve interagir com eles para que aprenda e entenda suas necessidades e suas tristezas, assim como suas alegrias. Entre os crentes em Cristo, a comunhão uns com os outros é muito necessária e extremamente valiosa, especialmente nestes dias de crescente escuridão moral e espiritual.

Eis aqui algumas boas instruções a respeito disso:
“Portanto, confortai-vos e edifica-vos uns aos outros” (1 Tessalonicenses 5:11).

“Admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia” (Hebreus 10:25).

“Ensinando e admoestando uns aos outros” (Colossenses 3:16).

Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Caro Cristão:

Aqui estão dois versículos para memorizar e realmente pensar esta semana: “Vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo, porquanto os dias são maus” (Efésios 5: 15-16).

O tempo é uma mercadoria muito preciosa. Certamente, o objetivo de todo crente é fazer a vontade de Deus no caminho de Deus e no tempo de Deus. Se assim for, então, em obediência ao impulso e liderança do Espírito Santo, teremos o tempo necessário para realizá-lo. Nem mais e nem menos!

Os problemas surgem quando todo o nosso tempo é consumido com coisas que não são verdadeiramente valiosas. É claro que precisamos ter tempo para viver e agir no mundo cotidiano em que nos encontramos. Mas muitas vezes nesta sociedade de grande pressão e ritmo acelerado, o povo de Deus está exausto e tem pouco tempo para o Senhor. Não deixemos a rotina diária de escola ou trabalho sugar todo o nosso tempo e energia, para que não tenhamos mais nada para o serviço Dele. Que possamos perguntar todos os dias: “Senhor, que queres que eu faça?” (Atos 9:6).

Diário do Jovem Cristão para o Domingo

A Cruz

“Para que a cruz de Cristo se não faça vã” (1 Coríntios 1:17).

Alguns anos atrás, na Escócia, uma pessoa comprou uma casa bonita e espaçosa. O dono anterior era um cristão e tinha cultivado o jardim da frente em forma de uma grande cruz. Com o passar das semanas, o novo dono percebeu que o contorno da cruz começava a perder o formato e logo ficou muito difícil de reconhecer. Nada havia acontecido, exceto que as ervas daninhas e os tufos de grama estavam surgindo e apagando a cruz.

Que possamos ter o cuidado de não deixarmos que as ervas daninhas do pecado e da indiferença apaguem ou encubram a cruz de Cristo de nossos pensamentos e corações hoje. Se houve coisas assim em nossa vida durante a semana que se passou, que possamos confessá-las para que não haja nada em nossa consciência que obscureça ou estrague nossa meditação de Cristo e Sua obra expiatória no Calvário.

A oração do apóstolo Paulo era: “Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo” (Gálatas 6:14).