Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Números 21

4 Então partiram do monte Hor, pelo caminho do Mar Vermelho, a rodear a terra de Edom; porém a alma do povo angustiou-se naquele caminho.
5 E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil.
6 Então o Senhor mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.
7 Por isso o povo veio a Moisés, e disse: Havemos pecado, porquanto temos falado contra o Senhor e contra ti; ora ao Senhor que tire de nós estas serpentes. Então Moisés orou pelo povo.
8 E disse o Senhor a Moisés: Faze-te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela.
9 E Moisés fez uma serpente de metal, e pô-la sobre uma haste; e sucedia que, picando alguma serpente a alguém, quando esse olhava para a serpente de metal, vivia.

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” [1]

Isso é realmente uma figura de nos tornarmos mais parecidos com o Senhor, pois “todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” [2], pois o Senhor, nessa passagem, tinha acabado de dizer de Si mesmo “que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga” [3]. Nossa vida como cristãos é comparada a uma corrida, e devemos “correr com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus” [4]. Nossa vida é também uma caminhada, e nos é dito que “andemos nós também em novidade de vida” [5], e “não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente” [6], mas em vez disso, “andai em amor” [7] e “prudentemente… andais” [8]. Para que “corramos, e não nos cansemos”, e “caminhemos, e não nos fatiguemos” [1] em nossa experiência cristã, primeiramente devemos “subir com asas como águias” [1] para a presença do Senhor, e, assim, em comunhão com Ele, “renovaremos as [nossas] forças” [1].

“Subirão com asas como águias” a Ele,
E assim “renovarão as forças”;
“Correrão, e não se cansarão”;
“Caminharão” com Ele a cada momento.

[1] Isaías 40:31; [2] 2 Coríntios 3:18; [3] Isaías 40:28; [4] Hebreus 12:1–2; [5] Romanos 6:4; [6] Efésios 4:17; [7] Efésios 5:2; [8] Efésios 5:15

Diário do Cristão para a Terça-Feira

Cristãos “Carrinho de Mão”

Aqui no Caribe Oriental, onde passo muito tempo, eles têm uma expressão: “Cristãos carrinho de mão”. A primeira vez que ouvi isso, não tinha certeza do que significava, mas finalmente descobri.

Um “cristão carrinho de mão” é alguém que sempre tem que ser empurrado e nunca assume mais responsabilidade do que é colocado por outra pessoa. Em outras palavras, uma pessoa sem iniciativa e que não faz mais do que o absolutamente necessário ou o que se espera dela. Eu conheço muitas pessoas assim. Eles dizem que não há nada a fazer para o Senhor, eles esperam que outros lhes peçam para ir a uma aula de escola dominical ou ir com eles em alguma obra para o Senhor. Eles não veem que as cadeiras precisam ser arranjadas para a próxima reunião, os pratos precisam ser lavados após uma refeição de comunhão, ou que hinários precisam ser entregues para a pregação do evangelho. Eles estão sempre esperando que alguém peça ou os pressione a fazer a obra do Senhor. Isso descreve você?

Há muito o que fazer pelo Senhor hoje! Não espere ser empurrado para essas coisas. “Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa” (João 4:35).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa” [1]

É bom que os filhos de Deus atentem aos avisos que a Palavra de Deus coloca diante de nós, pois Sua Palavra não somente encoraja, como também reprova e convence o coração do crente em Cristo. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” [2]. Portanto, devemos tanto praticar quanto proclamar a Palavra. “Pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina” [3]. “Quanto ao trato dos homens, pela palavra dos teus lábios me guardei das veredas do destruidor” [4]. “O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado” [5]. Então “meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos” [6], pois “também os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros” [7], e “desviei os meus pés de todo caminho mau, para guardar a tua palavra” [8]. “Considerei os meus caminhos, e voltei os meus pés para os teus testemunhos. Apressei-me, e não me detive, a observar os teus mandamentos” [9].

A Tua Palavra me dá aviso para o meu caminho
Dos perigos que eu não conheço,
Das armadilhas de Satanás, e dos desejos mundanos
Que atrapalhariam o meu andar.

[1] Salmo 19:11; [2] 2 Timóteo 3:16-17; [3] 2 Timóteo 4:2; [4] Salmos 17:4; [5] Provérbios 13:13; [6] Salmos 119:15; [7] Salmos 119:24; [8] Salmos 119:101; [9] Salmo 119:59-60

Diário do Cristão para a Segunda-Feira

Caro Cristão:

“Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 5:20).

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5:18).

Estou hoje em Union Island, no Caribe oriental. É a ilha mais meridional de Grenadine pertencente a São Vicente. Ao visitar um irmão em Cristo em sua pequena mercearia, falamos sobre a necessidade de sermos gratos por todas as coisas e também em todas as situações. Enquanto conversávamos sobre o assunto, ele fez o seguinte comentário: “A verdadeira gratidão é o resultado de uma atitude adequada.” O que ele queria dizer era que podemos dizer que somos gratos e até agirmos como tal, mas por dentro somos tudo menos isso.

Não acredito que possamos ser verdadeiramente gratos nas circunstâncias da vida até que estejamos verdadeiramente gratos por elas. Aconteça o que acontecer esta semana, aprenda a aceitar do Senhor e seja grato em e por tudo que o Senhor permite.

Seu amigo cristão,

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“O meu cálice transborda” [1]

“O Senhor é a porção da minha herança e do meu cálice; tu sustentas a minha sorte. As linhas caem-me em lugares deliciosos: sim, coube-me uma formosa herança” [2]. Quão cheio é o cálice de bênção do Senhor para os que são Seus! “Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?” [3] “Porque tudo é vosso… seja o mundo, seja a vida, seja a morte, seja o presente, seja o futuro; tudo é vosso, e vós de Cristo, e Cristo de Deus” [4], “e todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça” [5]. “E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça” [6]; “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo” [7], “visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude” [8], “segundo a operação da força do seu poder, que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus” [9]. “O meu cálice transborda” [1].

Abençoados por Sua graça incomparável,
Pelo amor de Cristo, nosso Senhor,
Que para sempre vive por nós, no céu,
E nos abençoa através de Sua Palavra.

[1] Salmo 23:5; [2] Salmos 16:5-6; [3] Romanos 8:32; [4] 1 Coríntios 3:21-23; [5] João 1:16; [6] 2 Coríntios 9:8; [7] Efésios 1:3; [8] 2 Pedro 1:3; [9] Efésios 1:19-20

Diário do Cristão para o Domingo

Sentado

“E, chegada a hora, pôs-se (sentou-se) à mesa, e com ele os doze apóstolos… E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós” (Lucas 22:14, 19, 20).

Lá naquele cenáculo, o Senhor sentou-se com Seus discípulos e deu-lhes instruções muito específicas sobre como deveriam se lembrar d’Ele em Sua ausência.

“Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus” (Hebreus 10:12).

Agora nosso Salvador está sentado no céu. Quão gloriosa a Pessoa e a obra das quais nos lembramos hoje. E você? Vai se sentar em Sua presença, à Sua mesa, para se lembrar d’Ele?

“E logo fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto no céu, e um assentado sobre o trono” (Apocalipse 4:2).

Em breve veremos o Senhor sentado no trono no Céu e estaremos com Ele para sempre.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Domingo

“Eles não invocaram a Deus” [1]

Embora as palavras acima sejam ditas sobre “os que praticam a iniquidade” [1], pense nas bênçãos que os filhos redimidos de Deus têm perdido porque “não invocaram a Deus”. O Senhor nos diz que “a oração dos retos é o seu contentamento (deleite)” [2]. “Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus” [3] em oração, e nosso Senhor falou do “dever de orar sempre, e nunca desfalecer” [4]. A oração não é apenas o meio indicado por Deus para sanarmos nossas necessidades; a oração também nos leva a uma profunda comunhão com o Senhor. “Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa” [5], isto é, purificados pela obra de Cristo, pois “se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá” [6]. O que você está perdendo em sua vida, querido leitor, por não ter “invocado a Deus”? “Nada tendes, porque não pedis” [7]. Ele diz: “invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás” [8].

Ele nos pede para irmos a Ele,
Com todas as necessidades de nossa vida,
Para louvar, e pedir, e adorar,
Por toda a graça que Ele nos dá.

[1] Salmo 53:4; [2] Provérbios 15:8; [3] Salmo 73:28; [4] Lucas 18:1; [5] Hebreus 10:19-22; [6] Salmo 66:18; [7] Tiago 4:2; [8] Salmo 50:15

Diário do Cristão para o Sábado

Nosso Juiz ou Salvador

Se não fosse pela salvação que Deus oferece, deveríamos um dia comparecer diante de um Deus Santo para responder por nossos pecados. “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9:27). Mas não se desespere, o evangelho proclama o que Deus fez antes que o dia do julgamento chegue, para que não sejamos condenados por nossos pecados. O próximo versículo diz: “Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” (Hebreus 9:28).

Se meu credor vier cobrar uma dívida e eu não tiver nada a pagar, está tudo acabado para mim, mas se ele vier e pagá-la, agora estou livre e limpo. Deus não pode ignorar a iniquidade; mas é muito diferente insistir no pagamento de uma dívida e vir pagá-la. O evangelho nos fala do que Cristo fez como Salvador, antes de vir como Juiz. “Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores” (1 Timóteo 1:15). O próprio Senhor afirmou: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10:10).

E você? Vai encontrar Deus como seu Juiz ou como seu Salvador?

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Sábado

“O homem perverso instiga a contenda, e o intrigante separa os maiores amigos” [1]

Uma pessoa “intrigante” é alguém que, de forma sigilosa e secreta, espalha rumores desagradáveis sobre o caráter ou as ações de outros. Hoje em dia chamamos isso de ‘fofoca’, mas a Palavra de Deus chama um ‘fofoqueiro’ de “mexeriqueiro”, “intrigante”, ou “difamador”. Tal pessoa é como um maldizente e “separa os maiores amigos” [1], e, como algumas viúvas das quais Paulo fala, tornam-se “paroleiras e curiosas, falando o que não convém” [2]. Deus alerta Seus filhos para que fujam de tal conduta, das “contendas (debates), invejas, iras, porfias (brigas), detrações (difamações), mexericos, orgulhos, tumultos” [3], pois “as palavras do difamador são como bocados doces, que penetram até o íntimo das entranhas” [4]. Então “não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo” [5], pois “o que anda mexericando revela segredos; mas o fiel de espírito encobre o negócio” [6]. O Senhor diz que Ele odeia a “testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos” [7]. “O que anda mexericando revela segredos; pelo que não te metas com quem muito abre os seus lábios” [8]. “Que nenhum de vós padeça… como quem se entremete em negócios alheios” [9]. “Faltando lenha, apaga-se o fogo; e não havendo difamador, cessa a contenda” [10].

Palavras pronunciadas em segredo
Sobre aqueles que queremos prejudicar,
Quando vistas sob a luz da Palavra de Deus,
São causas para vergonha e alarme.

[1] Provérbios 16:28; [2] 1 Timóteo 5:13 ; [3] 2 Coríntios 12:20; [4] Provérbios 18:8; [5] Levítico 19:16; [6] Provérbios 11:13; [7] Provérbios 6:19; [8] Provérbios 20:19; [9] 1 Pedro 4:15; [10] Provérbios 26:20