Conforto das Escrituras para o Sábado

“Regozijo-me no caminho dos teus testemunhos, tanto como em todas as riquezas. Em teus preceitos medito, e observo os teus caminhos. Deleitar-me-ei nos teus estatutos; não me esquecerei da tua palavra” [1]

Quando vamos à Palavra de Deus para obter ajuda e alimento espiritual para nossas almas, não nos esqueçamos de três coisas importantes: Procurar, Estudar e Buscar. “Procurais as Escrituras”, disse nosso Senhor Jesus, “pois nelas pensais ter vida eterna; e são elas que testificam de Mim” [2]. Em outro lugar lemos: “Estude para apresentar-te aprovado por Deus, um obreiro que não precisa se envergonhar, dividindo corretamente a Palavra da verdade” [3], e “Buscai no livro do Senhor, e lede: nenhuma destas criaturas faltará, nenhuma será privada do seu companheiro; porque é a boca dele que o ordenou, e é o seu espírito que os ajuntou” [4]. “Poderás, pela procura, descobrir as coisas profundas de Deus?” [5] Não, a não ser que esteja procurando nas Escrituras, pois nosso Senhor disse: “São elas que testificam de Mim” [2]. Assim, enquanto investigamos as Escrituras, encontramos nosso bendito Senhor revelado nela, e enquanto estudamos, enquanto diligentemente e seriamente buscamos “apresentar-nos aprovados por Deus” [3], aprenderemos a “dividir corretamente a palavra da verdade” [3]. E enquanto “buscamos no livro do Senhor” [4], descobriremos que “bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, que o buscam de todo o coração” [6].

Ele nos revela os Seus tesouros,
Quando O buscamos em Sua Palavra,
Dando alegria e ajuda e bênção,
Mais do que o coração jamais ouviu.

[1] Salmo 119:14‑16 (AA); [2] João 5:39 (KJV); [3] 2 Timóteo 2:15 (KJV); [4] Isaías 34:16 (AA); [5] Jó 11:7 (KJV); [6] Salmo 119:2 (AA)

*AA: Almeida Atualizada; KJV: Tradução livre da versão King James

Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Pergunta: Você pode explicar por que em Mateus diz: “E, despindo-o, o cobriram com uma capa de ESCARLATE (27:28), mas em João diz, “roupa de PÚRPURA” (19:2)?

Resposta: A resposta é realmente muito simples. Não há contradição aqui e nenhum erro na tradução. Poderia facilmente ter havido duas vestes nas quais o Senhor foi vestido e zombado em momentos diferentes durante Seu julgamento. De acordo com o caráter dos escritores inspirados, cada um menciona apenas a cor que está de acordo com sua apresentação e os aspectos do Senhor Jesus que eles são chamados a registrar.

Mateus apresenta o Senhor como o Messias judeu, o Rei dos judeus. Como o escarlate era a cor judaica da realeza, é ele que registra aquele manto específico.

Por outro lado, João escreve da perspectiva dos gentios. Sendo a púrpura (roxo) a cor real dos gentios (particularmente os romanos neste caso), ele registra o incidente do manto púrpura.

Nessas duas vestes, bem como em outras numerosas indicações, vemos judeus e gentios unidos em sua rejeição ao Filho de Deus. Felizmente, chegará o dia em que Ele será universalmente reconhecido como “REI DOS REIS, E SENHOR DOS SENHORES” (Apocalipse 19:16).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” [1]

Quão bom é saber que “o Senhor… não desampara os seus santos” [2], não, nunca, “porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei o que me possa fazer o homem” [3]. É provável que pensemos erroneamente que, quando tudo vai bem, quando há saúde, amigos e prosperidade material, que então o Senhor está conosco, e que, quando essas coisas faltam, Ele não esteja conosco. Este não é o caso, pois Ele disse: “Não (nunca) te deixarei, nem te desampararei” [3]. Não podemos julgar Sua presença conosco pelos nossos sentimentos, mas pela Sua Palavra fiel, e essa Palavra diz que “o Senhor, pois, é aquele que vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes” [4]. É triste dizer, mas há aqueles tempos em que “somos infiéis (não cremos), [mesmo assim] ele permanece fiel; porque não pode negar-se a si mesmo” [5]. Que possamos louvá-Lo por Sua presença permanente com os que são Seus, pois “fiel é o que vos chama, o qual também o fará” [6], independentemente de nossas circunstâncias ou de nossos sentimentos. “Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares” [7].

Ele nunca abandona os que são Seus,
Embora nuvens possam esconder Sua face;
“Irá a minha presença contigo”,
Esta é Sua promessa de graça.

[1] Mateus 28:20; [2] Salmos 37:28; [3] Hebreus 13:5-6; [4] Deuteronômio 31:8; [5] 2 Timóteo 2:13; [6] 1 Tessalonicenses 5:24; [7] Josué 1:9

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Direção

“Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho” (Salmo 25:9).

Suponho que todo verdadeiro crente, no fundo de seu coração, deseja a direção do Senhor em sua vida. No entanto, o versículo acima nos mostra que deve haver uma atitude submissa de mansidão e uma disposição de dar ao Senhor o primeiro lugar se quisermos ser guiados e ensinados de acordo com Seu caminho. Mansidão é dar a Ele a preeminência e andar humildemente diante Dele. O exemplo perfeito, é claro, é o próprio Senhor Jesus, que disse: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas” (Mateus 11:29).

Aqui estão mais alguns versículos sobre o assunto:

“Porque tu és a minha rocha e a minha fortaleza; assim, por amor do teu nome, guia-me e encaminha-me” (Salmo 31:3).

“Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos” (Salmo 32:8).

“E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma” (Isaías 58:11).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Companheiro sou de todos os que Te temem e dos que guardam os Teus preceitos” [1]

“Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus” [2]. “Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito” [3]. É o auge da tolice supor que, porque alguém pertence a um certo grupo ou denominação, essa pessoa seja mais aceita diante de Deus do que alguém que pertence a algum outro grupo. Cada verdadeiro crente em Cristo foi salvo pela graça de Deus somente, e somos igualmente feitos “agradáveis (aceitos) a si no Amado, em quem temos a redenção pelo seu sangue” [4]. Portanto devemos “servir uns aos outros” [5], “amar uns aos outros” [6], “levar as cargas uns dos outros” [7], e “sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros” [8]. “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros” [9].

Amamos todos aqueles que amam o Senhor,
Por mais diferentes que possam ser,
Pois eles são d’Ele, redimidos pelo sangue,
E amados, assim como nós.

[1] Salmos 119:63; [2] Gálatas 3:26-28; [3] 1 Coríntios 12:12-13; [4] Efésios 1:6-7; [5] 1 Pedro 4:10; [6] 1 João 4:11; [7] Gálatas 6:2; [8] Romanos 14:19; [9] Filipenses 2:4

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Números 21

4 Então partiram do monte Hor, pelo caminho do Mar Vermelho, a rodear a terra de Edom; porém a alma do povo angustiou-se naquele caminho.
5 E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil.
6 Então o Senhor mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.
7 Por isso o povo veio a Moisés, e disse: Havemos pecado, porquanto temos falado contra o Senhor e contra ti; ora ao Senhor que tire de nós estas serpentes. Então Moisés orou pelo povo.
8 E disse o Senhor a Moisés: Faze-te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela.
9 E Moisés fez uma serpente de metal, e pô-la sobre uma haste; e sucedia que, picando alguma serpente a alguém, quando esse olhava para a serpente de metal, vivia.

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” [1]

Isso é realmente uma figura de nos tornarmos mais parecidos com o Senhor, pois “todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” [2], pois o Senhor, nessa passagem, tinha acabado de dizer de Si mesmo “que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga” [3]. Nossa vida como cristãos é comparada a uma corrida, e devemos “correr com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus” [4]. Nossa vida é também uma caminhada, e nos é dito que “andemos nós também em novidade de vida” [5], e “não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente” [6], mas em vez disso, “andai em amor” [7] e “prudentemente… andais” [8]. Para que “corramos, e não nos cansemos”, e “caminhemos, e não nos fatiguemos” [1] em nossa experiência cristã, primeiramente devemos “subir com asas como águias” [1] para a presença do Senhor, e, assim, em comunhão com Ele, “renovaremos as [nossas] forças” [1].

“Subirão com asas como águias” a Ele,
E assim “renovarão as forças”;
“Correrão, e não se cansarão”;
“Caminharão” com Ele a cada momento.

[1] Isaías 40:31; [2] 2 Coríntios 3:18; [3] Isaías 40:28; [4] Hebreus 12:1–2; [5] Romanos 6:4; [6] Efésios 4:17; [7] Efésios 5:2; [8] Efésios 5:15

Diário do Cristão para a Terça-Feira

Cristãos “Carrinho de Mão”

Aqui no Caribe Oriental, onde passo muito tempo, eles têm uma expressão: “Cristãos carrinho de mão”. A primeira vez que ouvi isso, não tinha certeza do que significava, mas finalmente descobri.

Um “cristão carrinho de mão” é alguém que sempre tem que ser empurrado e nunca assume mais responsabilidade do que é colocado por outra pessoa. Em outras palavras, uma pessoa sem iniciativa e que não faz mais do que o absolutamente necessário ou o que se espera dela. Eu conheço muitas pessoas assim. Eles dizem que não há nada a fazer para o Senhor, eles esperam que outros lhes peçam para ir a uma aula de escola dominical ou ir com eles em alguma obra para o Senhor. Eles não veem que as cadeiras precisam ser arranjadas para a próxima reunião, os pratos precisam ser lavados após uma refeição de comunhão, ou que hinários precisam ser entregues para a pregação do evangelho. Eles estão sempre esperando que alguém peça ou os pressione a fazer a obra do Senhor. Isso descreve você?

Há muito o que fazer pelo Senhor hoje! Não espere ser empurrado para essas coisas. “Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa” (João 4:35).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa” [1]

É bom que os filhos de Deus atentem aos avisos que a Palavra de Deus coloca diante de nós, pois Sua Palavra não somente encoraja, como também reprova e convence o coração do crente em Cristo. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” [2]. Portanto, devemos tanto praticar quanto proclamar a Palavra. “Pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina” [3]. “Quanto ao trato dos homens, pela palavra dos teus lábios me guardei das veredas do destruidor” [4]. “O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado” [5]. Então “meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos” [6], pois “também os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros” [7], e “desviei os meus pés de todo caminho mau, para guardar a tua palavra” [8]. “Considerei os meus caminhos, e voltei os meus pés para os teus testemunhos. Apressei-me, e não me detive, a observar os teus mandamentos” [9].

A Tua Palavra me dá aviso para o meu caminho
Dos perigos que eu não conheço,
Das armadilhas de Satanás, e dos desejos mundanos
Que atrapalhariam o meu andar.

[1] Salmo 19:11; [2] 2 Timóteo 3:16-17; [3] 2 Timóteo 4:2; [4] Salmos 17:4; [5] Provérbios 13:13; [6] Salmos 119:15; [7] Salmos 119:24; [8] Salmos 119:101; [9] Salmo 119:59-60

Diário do Cristão para a Segunda-Feira

Caro Cristão:

“Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 5:20).

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” (1 Tessalonicenses 5:18).

Estou hoje em Union Island, no Caribe oriental. É a ilha mais meridional de Grenadine pertencente a São Vicente. Ao visitar um irmão em Cristo em sua pequena mercearia, falamos sobre a necessidade de sermos gratos por todas as coisas e também em todas as situações. Enquanto conversávamos sobre o assunto, ele fez o seguinte comentário: “A verdadeira gratidão é o resultado de uma atitude adequada.” O que ele queria dizer era que podemos dizer que somos gratos e até agirmos como tal, mas por dentro somos tudo menos isso.

Não acredito que possamos ser verdadeiramente gratos nas circunstâncias da vida até que estejamos verdadeiramente gratos por elas. Aconteça o que acontecer esta semana, aprenda a aceitar do Senhor e seja grato em e por tudo que o Senhor permite.

Seu amigo cristão,

Jim Hyland