Diário do Cristão para o Domingo

Por Nós

Hoje, eu quero simplesmente compartilhar duas estrofes de um hino que eu sempre cantei e ouvi ser cantado em reuniões. Aqueles dentre meus leitores que estão familiarizados com o hinário usado pelos irmãos reunidos ao nome do Senhor reconhecerão que se trata do hino de número 10.

Que grande peso, ó Senhor,
Quiseste suportar;
O fardo imenso, ó Salvador,
Quiseste carregar
Ali na cruz, Senhor Jesus,
Em nosso vil lugar!

Por nós quiseste aqui morrer,
A fim de nos salvar;
E Tua face vamos ver
Ali no santo lar.
Louvor, então, em perfeição,
Iremos entoar!

“Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Isaías 53:5).

Baseado nos textos de Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Domingo

“Conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” [1]

Todo aquele que conhece a Cristo foi salvo da condenação (pena) do pecado e “tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” [2]. Além disso, nosso Senhor disse: “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que Me deste, porque são Teus” [3], e assim também somos, no tempo presente, salvos do poder do pecado. E aguardamos o tempo da salvação completada, quando seremos salvos da presença do pecado, “e assim estaremos sempre com o Senhor” [4]. Embora possuamos uma completa salvação, não temos ainda uma salvação completada. Por esta nós esperamos, e é por isso que “nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé” [1]. Desde já, “a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas” [5]. “Nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo” [6]. Aguardamos pela “salvação, já prestes para se revelar no último tempo, em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações” [7].

Um dia, Ele virá para os que são Seus,
Levando-nos para o lar em glória;
Cantaremos Seus louvores para sempre,
A doce história da redenção.

[1] Romanos 13:11; [2] João 5:24; [3] João 17: 9; [4] 1 Tessalonicenses 4:17; [5] Filipenses 3:20-21; [6] Romanos 8:23; [7] 1 Pedro 1:5-6

Diário do Cristão para o Sábado

Enquanto Você é Jovem

“Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento” (Eclesiastes 12:1).

Enquanto eu viajava através do Caribe e partes da América do Sul, tivemos muitas oportunidades de falar em escolas e dar o evangelhos a meninos, meninas e jovens de todas as idades. No entanto, eu vejo que as crianças menores são muito mais receptivas do que os adolescentes e os mais velhos. O problema é que, à medida que ficamos mais velhos, o diabo tem mais e mais do pecado do mundo para oferecer, e mais e mais para tomar nossas mentes e corações para que não consideremos o Salvador e a necessidade de salvação. Esse é um dos motivos pelo qual a Bíblia nos diz para considerarmos essas questões nos dias da nossa mocidade. Deus é capaz de salvar até a pessoa mais idosa, mas Ele quer que sejamos salvos enquanto ainda somos jovens. Isso é para que possamos viver a vida inteira para Ele. Mais importante ainda, não sabemos quanto tempo teremos de vida ou quando Ele estará voltando, e então será tarde demais. Se você ainda não é salvo, não ignore essas coisas! A cada dia que o fizer, seu coração se torna um pouco mais indiferente e um pouco mais endurecido.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Sábado

“Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” [1]

Não apenas o verdadeiro crente foi salvo da condenação (pena) do pecado, como também somos continuamente salvos do poder do pecado em nossa vida, pois Ele “vive sempre para interceder por” nós. Ele “nos livrou de tão grande morte, e livra; em quem esperamos que também nos livrará ainda” [2]. “Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida” [3], pois “é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós” [4]. Muitas vezes devemos clamar a Ele por essa salvação presente do domínio do pecado, da pressão das provações, e quando estamos “contristados com várias tentações” [5]. Mas nunca clamamos em vão. “Sou teu, salva-me; pois tenho buscado os teus preceitos” [6], esta deveria ser nossa constante oração. E sempre que clamamos e em quaisquer circunstâncias que estejamos, Sua Palavra vem a nós, dizendo: “Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” [7].

Dia a dia, Ele me salva
De Satanás, do mundo e do pecado,
Pois Cristo sempre vive acima,
E o Espírito em nós habita.

[1] Hebreus 7:25; [2] 2 Coríntios 1:10; [3] Romanos 5:10; [4] Romanos 8:34; [5] 1 Pedro 1:6; [6] Salmo 119:94; [7] Isaías 43:1‑2

Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Pergunta: O que a Bíblia diz sobre o dízimo? É apropriado que um cristão dê o dízimo?

Resposta: O dízimo está ligado principalmente ao Antigo Testamento. Por exemplo: “Melquisedeque… A quem também Abraão deu o dízimo de tudo” (Hebreus 7:1,2). Sob a lei: “Certamente darás os dízimos de todo o fruto da tua semente, que cada ano se recolher do campo” (Deuteronômio 14:22). No final do Antigo Testamento, quando as coisas estavam sendo negligenciadas, foi dito ao povo de Israel: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro” (Malaquias 3:10).

No Novo Testamento, o padrão é: “No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade” (1 Coríntios 16:2). Mais tarde, é-nos dito: “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” (2 Coríntios 9:7).

Devemos dar, não porque temos que dar, mas porque queremos. Damos porque amamos o Senhor e desejamos ajudar Seu povo que tem necessidade, e também para promover o evangelho e a verdade bíblica. No Cristianismo, é uma questão do coração, não de ser uma obrigação, ou limitada a 10%.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Deus, que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos (antes que o mundo existisse)” [1]

“Deus… nos salvou”. A salvação é a presente posse de todos aqueles que confiaram em Cristo. “Quem tem o Filho tem a vida” [2] agora. Não precisamos esperar até estarmos diante de Deus para saber se fomos salvos. “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna” [2]. Um crente duvidar que é salvo é duvidar da Palavra de Deus, pois “a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” [3]. “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo” [4], e poderás dizer: “Eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia” [5]. O Salvador disse: “Dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão” [6]. Assim “aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece” [7].

Salvos pelo sangue de Jesus,
Salvos de nossa ruína e pecado,
Salvos por toda a eternidade
Assim é para todos os que entrarem.

[1] 2 Timóteo 1:8-9; [2] 1 João 5:12‑13; [3] João 1:12‑13; [4] Romanos 10:9; [5] 2 Timóteo 1:12; [6] João 10:28; [7] João 3:36

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Bem Informado

Alguém me fez o seguinte comentário um dia desses:

“Se você não ler ou ouvir às notícias, você não ficará informado. Se você ler ou ouvir às notícias, você ficará mal informado.”

Há muita verdade em tal declaração! Mas vamos colocar de outra maneira:

“Se você não ler sua Bíblia, você não ficará informado, e se você ler sua Bíblia, você ficará bem informado.”

Aqui está como o escritor do Salmo 119 expressou isso: “Tu, pelos teus mandamentos, me fazes mais sábio do que os meus inimigos; pois estão sempre comigo. Tenho mais entendimento do que todos os meus mestres, porque os teus testemunhos são a minha meditação. Entendo mais do que os antigos; porque guardo os teus preceitos” (Salmos 119:98-100).

A Bíblia nos informa quanto ao que está por vir neste mundo. Ela se encaixa com o que está acontecendo no tempo presente, e é mais atualizada do que o jornal ou o noticiário. Leia-a todos os dias, ouça sua mensagem, e preste atenção ao que ela diz. Você ficará bem informado e nunca ficará enganado ou equivocado. O escritor do Salmo também disse: “A tua palavra é a verdade desde o princípio” (Salmos 119:160).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” [1]

Muitos de nós somos como Marta, “distraída em muitos serviços” [2], e “ansiosa e afadigada com muitas coisas”, tanto que esquecemos ou pelo menos negligenciamos a “uma só [coisa que] é necessária” [1]. Há aquelas “coisas necessárias” [3] que estão ligadas à nossa vida e bem-estar aqui na terra e que devem reivindicar nossa atenção. Mesmo assim, devemos ser cuidadosos com “os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, [que] entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera” [4], lembrando que “a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui” [5], pois quando “te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” [6] Mas “a boa parte”, aquela “uma só [que] é necessária”, escolhida por Maria, “não lhe será tirada” [1]. Ela, “assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra” [7], e “a palavra do Senhor permanece para sempre” [8]. Querido cristão, não permita que as “coisas” sufoquem a Palavra de Deus em sua vida. “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça” [9], e “buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” [10], e todas essas “coisas”, providas por Deus, “são boas e proveitosas aos homens” [11].

“Coisas” se destacam no horizonte
E ocupam nosso tempo e força,
Mas as “coisas” passarão um dia;
Apenas “uma coisa” durará eternamente.

[1] Lucas 10:41-42; [2] Lucas 10:40; [3] Atos 15:28; [4] Marcos 4:19; [5] Lucas 12:15; [6] Lucas 12:20; [7] Lucas 10:39; [8] 1 Pedro 1:25; [9] 1 Timóteo 6:11; [10] Mateus 6:33; [11] Tito 3:8

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Jó 42

10 E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.

11 Então vieram a ele todos os seus irmãos, e todas as suas irmãs, e todos quantos dantes o conheceram, e comeram com ele pão em sua casa, e se condoeram dele, e o consolaram acerca de todo o mal que o Senhor lhe havia enviado; e cada um deles lhe deu uma peça de dinheiro, e um pendente de ouro.

12 E assim abençoou o Senhor o último estado de Jó, mais do que o primeiro; pois teve catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.

13 Também teve sete filhos e três filhas.

14 E chamou o nome da primeira Jemima, e o nome da segunda Quezia, e o nome da terceira Quéren-Hapuque.

15 E em toda a terra não se acharam mulheres tão formosas como as filhas de Jó; e seu pai lhes deu herança entre seus irmãos.

16 E depois disto viveu Jó cento e quarenta anos; e viu a seus filhos, e aos filhos de seus filhos, até à quarta geração.

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado”. [1]

Deus não força Seus filhos redimidos a andar com Ele; a escolha é deixada para nós. Ele nos diz quais serão as consequências se vivermos para Sua glória, e quais serão se não o fizermos. Ele nos diz claramente que “somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” [2], e, por outro lado, Ele nos diz para deixar que “a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” [3]. “Escolhei hoje a quem sirvais” [4]. Podemos “temer ao Senhor, e servi-lo com sinceridade e com verdade” [4], lembrando-nos de Suas palavras: “Se alguém me servir, meu Pai o honrará” [5], e também lembrando que “se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo” [6]. Assim, “como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele” [7].

Podemos andar com o Senhor a cada dia,
Ou seguir a direção do ego;
Podemos conhecer Sua própria paz e alegria,
Ou delas podemos ficar desolados.

[1] Hebreus 11:25; [2] Romanos 8:12-13; [3] Colossenses 3:16-17; [4] Josué 24:14-15; [5] João 12:26; [6] 1 Coríntios 11:31-32; [7] Colossenses 2:6