Diário do Cristão para o Sábado

Ano Bissexto

2020 é o que chamamos de um ano bissexto, e podemos perguntar: “Por que acrescentar um dia?” Esse dia a mais é necessário para manter nosso calendário alinhado com as voltas da Terra em torno do Sol. A Terra leva aproximadamente 365,242189 dias — ou 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 45 segundos — para dar a volta em torno do Sol. Isso é chamado de ano tropical. Sem o dia extra de 29 de fevereiro a quase cada quatro anos, perderíamos quase seis horas todo ano. Após 100 anos, um calendário sem anos bissextos estaria fora de sincronia por aproximadamente 24 dias em relação aos dias sazonais fixos, tais como o equinócio da primavera e o solstício de inverno.

Com tudo isso em mente, uma coisa é certa: Temos mais um dia da graça de Deus, mais um dia para que os pecadores aceitem o convite para virem em fé e arrependimento, para que recebam Sua maravilhosa dádiva da salvação. Deus está dando um dia a mais para você considerar esse assunto e ser salvo. Quatro vezes na Bíblia lemos: “Se hoje ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações” (Salmos 95:7,8; Hebreus 3:7-8; Hebreus 3:15; Hebreus 4:7).

Se Deus repete algo quatro vezes, deve ser muito importante. De fato, o número 4 é o número universal de Deus. Ele está lhe fazendo um apelo hoje, tanto universal quanto pessoal. Você está ouvindo e respondendo a esse apelo?

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Sábado

“Para que ninguém se comova por estas tribulações; porque vós mesmos sabeis que para isto fomos ordenados, pois, estando ainda convosco, vos predizíamos que havíamos de ser afligidos, como sucedeu, e vós o sabeis.” [1]

Que o cristão que anda com o Senhor neste mundo, que rejeitou a Cristo, pense que escapará de seu desprezo e reprovação, “porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele” [2], e “por muitas tribulações nos importa entrar no reino de Deus” [3]. “Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo” [4], “por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia” [5]. “Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente. Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus. Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas” [6], “para que não confiássemos em nós, mas em Deus, que ressuscita os mortos” [7], e “que nos consola em toda a nossa tribulação” [8].

Quão curto é nosso tempo na Terra
Para sofrer por Ele vitupérios
Aquele que, embora nos cerquem os problemas,
Até o fim nos sustenta.

[1] 1 Tessalonicenses 3:3‑4; [2] Filipenses 1:29; [3] Atos 14:22; [4] 2 Coríntios 1:5; [5] 2 Coríntios 4:16; [6] 1 Pedro 2:19‑21; [7] 2 Coríntios 1:9; [8] 2 Coríntios 1:4

Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Pergunta: Você poderia explicar o significado de Marcos 9:38-40?

Ver Parte 1 da resposta: https://acervodigitalcristao.com.br/diariocristao/diario-do-cristao-para-a-sexta-feira-44/

Resposta (Parte 2): “E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue. Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim. Porque quem não é contra nós, é por nós.”

Os discípulos estavam prontos para repreender outra pessoa que estivesse agindo no nome do Senhor, só porque não faziam parte do grupo deles. Mas o Senhor lhes disse que, embora essa pessoa não tenha seguido com eles, ainda assim ela estava agindo no nome do Senhor, e é isso o que importava. Seu agir no nome do Senhor provou que havia realidade, como é indicado no versículo 39.

O Senhor não pediu que os discípulos seguissem ou se associassem com o homem. Eles eram responsáveis por seguir a Ele. Mas eles deveriam ser gratos por qualquer trabalho que estivesse sendo feito em Seu nome, não importando quem fosse o instrumento. Assim, deveríamos ter a atitude do apóstolo Paulo, quando disse: “De toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda” (Filipenses 1:18).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Desgarrei-me como a ovelha perdida; busca o teu servo, pois não me esqueci dos teus mandamentos” [1]

Antes de termos sido salvos pela graça de Deus, está escrito que “todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos” [2]. Mas agora, graças a Deus, é dito de nós que conhecemos o Salvador que “éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas” [3], aquEle que diz que “as minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; e dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão” [4]. Mas embora estejamos para sempre seguros sob sua proteção, ainda temos a capacidade de “desgarrar-nos como a ovelha perdida” [1] e agir como uma pessoa não salva, pois ainda temos dentro de nós aquela natureza carnal que é comum a todos os homens, na qual “não habita bem algum” [5]. Portanto, somos exortados: “Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” [6]. Mas, graças a Deus, quando nós que O conhecemos nos “desgarramos como a ovelha perdida” [1], “nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas” [7], nos chama de volta para Sua comunhão, quando “confessamos os nossos pecados” a Ele [8].

Estou seguro para sempre em Seu rebanho;
Nenhum poder pode dali me arrebatar;
No entanto, Ele sempre vigia a minha alma,
Para me restaurar quando eu me desgarrar.

[1] Salmo 119:176; [2] Isaías 53:6; [3] 1 Pedro 2:25; [4] João 10:27-28; [5] Romanos 7:18; [6] Romanos 13:14; [7] Hebreus 13:20; [8] 1 João 1:9

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Lendo & Fazendo

“Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito” (Tiago 1:25).

Cometemos um grande erro quando falhamos em obedecer o que a Palavra de Deus nos diz para fazermos. Não se iluda com a ideia de que ouvir é o mesmo que fazer. Certamente não é. Precisamos não apenas lê-la, mas praticá-la! É vital que examinemos nossos próprios corações e vidas na luz da Palavra de Deus. Isso requer tempo, atenção e devoção sincera. Não podemos fazê-lo apenas lendo rapidamente um ou dois versículos de vez em quando. Cinco minutos com Deus por dia nunca servirão como um exame espiritual adequado. Eu sou grato pelos médicos que cuidaram de mim ao longo dos anos, e devo muito a alguns deles, especialmente aqueles que passaram algum tempo comigo e não me atenderam com pressa. Também valorizei aqueles que sempre me disseram a verdade. O Senhor usa Sua Palavra para sondar nosso coração e consciência. Dê a Ele essa oportunidade e isso será para seu crescimento espiritual. Então, assim como seguimos os conselhos dos médicos, precisamos “ter cuidado… da doutrina” (1 Timóteo 4:16).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes.” [1]

Quando reconhecemos que a Bíblia é a própria Palavra de Deus, quando podemos verdadeiramente dizer ao Senhor que “o meu coração teme as tuas palavras. Regozijo-me com a tua palavra, como quem acha grande despojo” [2], então encontraremos a Palavra de Deus realizando uma obra em nossos corações, pois ela efetivamente “opera em vós, os que crestes” [1]. Conheceremos seu poder purificador, pois, como disse nosso Senhor aos que são Seus: “Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado” [3]. Experimentaremos seu poder orientador, pois “lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” [4]. Conheceremos também a “consolação [conforto] proveniente das Escrituras” [5]. Portanto, “a palavra de Cristo habite em vós ricamente, em toda a sabedoria” [6], assim descobrindo que nossas ações são afetadas, de modo que nosso desejo será: “Tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” [6]. Então, sinceramente, “desejai, como meninos recém-nascidos, o leite racional, sem dolo, para que por ele cresçais” [7].

“Escondi a tua palavra no meu coração,
Para não pecar contra ti”,
Para que eu possa mostrar Seus louvores,
E para que mais como Ele eu possa ser.

[1] 1 Tessalonicenses 2:13; [2] Salmo 119: 161-162; [3] João 15: 3; [4] Salmo 119: 105; [5] Romanos 15: 4; [6] Colossenses 3: 16-17; [7] 1 Pedro 2: 2

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Leitura Mensal das Escrituras

Zacarias 1

1 No oitavo mês do segundo ano de Dario veio a palavra do SENHOR ao profeta Zacarias, filho de Baraquias, filho de Ido, dizendo:

2 O Senhor se irou fortemente contra vossos pais.

3 Portanto dize-lhes: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Tornai-vos para mim, diz o Senhor dos Exércitos, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos.

4 E não sejais como vossos pais, aos quais clamavam os primeiros profetas, dizendo: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Convertei-vos agora dos vossos maus caminhos e das vossas más obras; mas não ouviram, nem me escutaram, diz o Senhor.

5 Vossos pais, onde estão? E os profetas, viverão eles para sempre?

6 Contudo as minhas palavras e os meus estatutos, que eu ordenei aos profetas, meus servos, não alcançaram a vossos pais? E eles voltaram, e disseram: Assim como o Senhor dos Exércitos fez tenção de nos tratar, segundo os nossos caminhos, e segundo as nossas obras, assim ele nos tratou.

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens” [1]

“Antes de tudo” pode significar o primeiro no tempo, em ordem, no lugar ou na importância. Aqui evidentemente significa “antes de tudo” em importância. Nosso Senhor Jesus Cristo disse sobre “o dever de orar sempre, e nunca desfalecer” [2]. Ele também disse: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á” [3]. “Levanta-te, clama de noite no princípio das vigias; derrama o teu coração como águas diante da presença do Senhor” [4]. “De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz” [5]. Na vida do cristão, se há pouca oração, há pouca bênção. É “antes de tudo” em importância que devemos “vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” [6]. Assim “perseverai em oração, velando nela com ação de graças” [7]. “Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração. Deus é o nosso refúgio” [8]. Estejamos, então, “orando no Espírito Santo” [9].

Muitas bênçãos perdemos em nossas vidas,
Só porque falhamos em orar,
Bênçãos que poderíamos trazer aos outros,
Ajudando a iluminar seus caminhos.

[1] 1 Timóteo 2:1; [2] Lucas 18:1; [3] Mateus 7:7-8; [4] Lamentações 2:19; [5] Salmo 55:17; [6] Mateus 26:41; [7] Colossenses 4:2; [8] Salmo 62:8; [9] Judas 20

Diário do Cristão para a Terça-Feira

Santidade Prática

“Qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade” (2 Timóteo 2:19).

As escrituras são muito claras. Há um chamado ao crente individual para se afastar da iniqüidade … pecado … impiedade … maldade — seja religiosa, doutrinária ou moral. Cristo não pode vincular Seu nome ao mal. A Bíblia, do começo ao fim, nos ensina que o pecado é algo que não é adequado à Sua presença ou à presença de Seu povo. Aqui estão três exortações à santidade prática para nossa vida cotidiana:

• “Santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus.” (Levítico 20:7).

• “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver” (1 Pedro 1:15).

• “Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1:16).

Portanto, se alguma vez nos encontrarmos identificados com aquilo que apóia o mal ou é mau, somos chamados a nos afastar disso — e não apenas em parte, mas rompendo completamente todos os laços, para que possamos caminhar em plena comunhão com o Senhor. Dê esse passo de fé. Deixe o que é mau para trás e deixe o Senhor lhe mostrar qual é o próximo passo.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para Terça-Feira

“Os teus olhos verão o rei na sua formosura” [1]

Nosso Senhor veio à terra a cerca de 2000 anos atrás, “Deus se manifestou em carne” [2], e ofereceu a Si mesmo ao Seu povo de Israel como seu Rei. Mas “veio para o que era seu, e os seus não o receberam” [3]. A eles, então, “não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos” [4]. Mas o dia rapidamente se aproxima, após a verdadeira igreja ser levada para o lar em glória, e então, após ter terminado o período da tribulação, o “tempo de angústia para Jacó” [5], aquele remanescente crente de Israel “verá o rei na sua formosura” [1] quando Ele retornar à terra em poder e glória. Mas nós, que O conhecemos agora e tendo sido “resgatados… com o precioso sangue de Cristo” [6], também “veremos o rei na sua formosura” [1], embora para nós Ele seja também o noivo. “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos” [7]. Bendita perspectiva, de fato, de que “verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome” [8]. “Porque, quão grande é a sua bondade! E quão grande é a sua formosura!” [9], “a qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores” [10].

Ele é “Rei dos reis e Senhor dos senhores”;
Nós vamos “encontrar o Senhor nos ares”;
Para a casa do Pai nós iremos
“Com o Senhor”, para sempre ali.

[1] Isaías 33:17; [2] 1 Timóteo 3:16; [3] João 1:11; [4] Isaías 53:2; [5] Jeremias 30:7; [6] 1 Pedro 1:18-19; [7] 1 João 3:2; [8] Apocalipse 22:4; [9] Zacarias 9:17; [10] 1 Timóteo 6:15