Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Serviço Feliz

“Servi ao Senhor com alegria” (Salmos 100:2).

O espírito e atitude em que servimos ao Senhor é muito importante. O escritor do Salmo 100 era um servo alegre. Se nosso serviço se torna monótono e mecânico, precisamos examinar nossos corações, e nos perguntar o porquê.

Pode haver um número de motivos pelos quais nosso serviço se tornou um mero trabalho árduo. Talvez seja porque não estamos cumprindo com o resto do versículo, que nos diz: “Entrai diante dele com canto”. Não estamos nos regozijando no Senhor, portanto não somos servos felizes. O cântico do escritor inspirado era a expressão de um coração transbordante. O escritor do Salmo 2 nos exorta: “Servi ao Senhor… e alegrai-vos” (Salmos 2:11). A Rainha de Sabá, ao visitar Salomão, observou: “Bem-aventurados (felizes) estes teus servos, que estão sempre diante de ti” (1 Reis 10:8).

Talvez nosso coração simplesmente não esteja assim. Samuel disse aos israelitas: “Servi ao Senhor com todo o vosso coração” (1 Samuel 12:20). O Senhor quer que O sirvamos, mas Ele quer que o façamos com alegria e sinceridade. Você é um servo feliz? Se o Senhor é o deleite de seu coração, então você será um servo feliz.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.” [1]

“Mas agora”! Agora que Cristo morreu e ressuscitou dentre os mortos, agora que o evangelho de uma redenção consumada está sendo proclamado, agora que a justiça de Deus está confirmada e mantida, “agora em Cristo Jesus… já pelo sangue de Cristo chegastes perto” [1]. “Noutro tempo… estáveis sem Cristo… não tendo esperança, e sem Deus no mundo” [2]. “Mas agora”, que diferença! “Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus… isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que creem” [3]. “Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem” [4], e temos “a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto, mas que se manifestou agora” [5], e isto “segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos; e que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo” [6]. “Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” [7]. “Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna” [8].

Antes eu estava perdido e condenado em meu pecado,
“Mas agora” fui libertado,
Pois Cristo morreu e ressuscitou;
Estou salvo para a eternidade.

[1] Efésios 2:13; [2] Efésios 2:11-12; [3] Romanos 3:21-22; [4] 1 Coríntios 15:20; [5] Romanos 16:25-26; [6] 2 Timóteo 1:9‑10; [7] Efésios 5:8; [8] Romanos 6:22

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Desperdiçando

“Andai com sabedoria… remindo o tempo” (Colossenses 4:5).

Em outras palavras, “não desperdiçando tempo, mas usando-o sabiamente”.

Na minha cidade natal, Smith Falls, temos latas de lixo recicláveis. Nessas latas está escrito o slogan: “Bom demais para desperdiçar”. Isto é para nos encorajar a reciclar nossos recipientes de vidro, metal e plástico — em vez de jogá-los diretamente na lata de lixo comum.

Muitos de nós vivemos em uma sociedade com uma cultura desperdiçadora e descartável. Temos tantas coisas que pensamos pouco ao jogarmos comida, roupas e itens pouco usados no lixo, sem qualquer pensamento sobre preservação, conserto ou reuso. O que desperdiçamos nunca mais podemos recuperar — pelo menos não totalmente.

Uma coisa que eu tenho tendência a desperdiçar é o tempo. Tempo desperdiçado nunca pode ser recuperado. O relógio bate de forma constante e incansável — 60 segundos em um minuto, 60 minutos em uma hora, 24 horas em um dia, 168 horas em uma semana, e assim por diante. Tic, tac, tic, tac.

Como estamos usando nosso tempo? Estamos usando-o sabiamente? Deus nos confiou tanto tempo nesta vida, e teremos de dar conta de como o usamos quando irmos para o céu, quando o tempo para nós cessar.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” [1]

Frequentemente ouvimos cristãos dizerem que devemos nos crucificar a nós mesmos, mas a Palavra de Deus nunca nos diz para fazer isso. Todas as quatro referências à crucificação do crente estão no passado, indicando que essa crucificação já ocorreu, de uma vez por todas, quando morremos com Cristo na cruz. “Estou crucificado com Cristo” [1], “e os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências” [2]. Além disso, “longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo” [3], e “sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado” [4]. Deus nunca nos diz para crucificarmos a nós mesmos, mas Ele nos diz para manter a carne naquele lugar de morte ao qual ele a designou na cruz. “Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências” [5]. “Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” [6].

Eu morri com meu Senhor na cruz,
Quando Cristo, meu Salvador, ali morreu;
Agora o pecado sobre mim não reinará;
Com Ele crucificado estou.

[1] Gálatas 2:20; [2] Gálatas 5:24; [3] Gálatas 6:14; [4] Romanos 6:6; [5] Romanos 6:11-12; [6] Romanos 13:14

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

O Criador

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez” (João 1:3).
O Filho, a quem [Deus] constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo… e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder” (Hebreus 1:1-3).

O Senhor Jesus é o Criador assim como aquele que sustenta este mundo e todo o universo. E ainda assim, maravilha das maravilhas, Ele está interessado em cada detalhe da sua vida e da minha. Ele morreu por nós! Ele vive por nós! Ele está vindo por nós! Ele preparou a casa do Pai para nós! Nós compartilharemos e faremos parte de Seu reino… Por quê? Só porque Ele nos ama! Isso é demais para absorver? Sim, se não fosse pela confirmação da Palavra de Deus, jamais acreditaríamos nisso. Mas é a gloriosa verdade.

O que mais poderíamos desejar ou precisar além disso? O Criador e Sustentador do universo é por nós e conosco. “Ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador… Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente” (Hebreus 13:8).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” [1]

Há aqueles que limitam o “todo aquele” de João 3:16 e nos dizem que isso diz respeito apenas aos eleitos. Eles dizem que Cristo não morreu por todos, mas apenas por um povo escolhido. Que ensino estranho e desonroso para Cristo, pois a Palavra de Deus nos diz que “Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo” [2], e que “vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos” [3]. Além disso, “Jesus Cristo homem… deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo” [4]. Se Cristo não morreu por todos, então devemos concluir também que todos os homens não se tornaram pecadores pelo pecado de Adão. “Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida” [5]. Graças a Deus que, sem exceção, “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” [6]. “E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” [7].

Cristo morreu por todos os homens em todos os lugares;
Todo aquele que for a Ele;
Seu sangue irá limpá-lo de seus pecados,
E Sua graça o levará ao lar.

[1] João 3:16; [2] 1 João 2:2; [3] Hebreus 2:9; [4] 1 Timóteo 2:5-6; [5] Romanos 5:18; [6] Romanos 10:13; [7] Apocalipse 22:17

Diário do Cristão para a Terça-Feira

Uma Hora com Ele — Parte 2

(Continuação do mês passado.)

“Estou convosco todos os dias” (Mateus 28:20).

Oh, sagrada hora, quando com Sua Palavra,

Lemos e meditamos,

E ouvimos Sua voz, tão doce,

Seu pensamento a nós revelando;

Tais momentos a nossos corações faz recordar,

Seu amor, Sua graça, Seu tudo em todos.

Oh, benditas hora, quando Jesus vier

Para dar o alarido, o chamado,

Que nos convoca para a casa do Pai,

Seu povo, uma unidade de muitos composta!

Subiremos para nos encontrar com Ele nos ares,

Aquele lar de bênção para sempre compartilhar.

Oh, gloriosa hora, quando Ele aparecer,

Para tocar o mundo e com todos os temores acabar ;

Para reinar em justiça e paz,

E fazer cessar toda a guerra e contenda:

Em glória apareceremos então,

E reinaremos com Ele, Sua esposa tão querida.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Clamarei ao Deus altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa” [1]

Bem-aventurado é o cristão que confia em Deus para realizar todas as coisas por ele, pois ele será encontrado orando sobre todas as coisas, em obediência à Palavra de Deus, que disse: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus” [2]. Assim orando, ele pode dizer de Deus com confiança: “Porque cumprirá o que está ordenado a meu respeito, e muitas coisas como estas ainda tem consigo” [3]. Ele pode também dizer: “O Senhor aperfeiçoará o que me toca; a tua benignidade, ó Senhor, dura para sempre; não desampares as obras das tuas mãos” [4]. O Senhor diz aos que são Seus: “Eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais” [5]. Aquele que pode confiantemente dizer: “Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança” [6], pode ter certeza de que Ele, que “é maravilhoso em conselho e grande em obra” [7] cuidará de todas as suas necessidades. Nosso Salvador, cujo “prazer [tem] com os filhos dos homens” [8] e que “tem prazer na Sua benignidade (misericórdia)” [9], ama que confiem nEle e orem a Ele, e Ele nos diz: “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará” [10].

Ele ama ocupar-Se daqueles
Que lançam seu cuidado sobre Si,
Que descansam e se regozijam em Sua Palavra,
Pela fé, embora fraca seja nossa visão.

[1] Salmo 57:2; [2] Filipenses 4:6; [3] Jó 23:14; [4] Salmo 138:8; [5] Jeremias 29:11; [6] Salmo 62:5; [7] Isaías 28:29; [8] Provérbios 8:31; [9] Miqueias 7:18; [10] Salmo 37:5