Diário do Cristão para a Segunda-Feira

Caro Cristão:

Aqui está uma citação interessante e instigante que eu vi em um livro de frases curtas um dia desses:

“Não apenas tome tempo para orar,

mas reserve um tempo para orar!”

Eu realmente tive que pensar sobre isso para captar o sentido da mensagem, mas aqui está o que eu penso que ela quer dizer:

Podemos fazer uma oração padrão e fazer certas obras sem muito tempo ou pensamento sobre isso. Podemos fazer uma curta oração de manhã antes de sairmos de casa, e talvez antes de dormirmos à noite, mas não é isso que realmente é uma verdadeira oração. Oração é entrar na presença de Deus, nosso Pai, e tomar o tempo para falar com Ele do nosso coração, agradecendo-Lhe por Sua bondade e amor, fazendo pedidos, contando-Lhe tudo sobre os nossos problemas, adorando, louvando, etc. Reserve um tempo de oração no seu dia. Para mim, é em minha caminhada matinal, para você pode ser em um momento e circunstância bem diferente, mas é algo vital para uma vida cristã feliz, poderosa e frutífera.

Seu Amigo Cristão,

Jim Hyland

Gostaríamos muito de ouvir de você.

Envie seus comentários e perguntas para jhyland1959@gmail.com

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará” [1]

Não pode haver nada faltando na vida de alguém que possa verdadeiramente dizer, por ter sido redimido, que “o Senhor é o meu pastor”, porque “nada falta aos que o temem. Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor bem nenhum faltará” [2]. Isto não significa que podemos ter tudo o que desejamos; significa que não nos faltará nada que deve ser para a glória de Deus e para nossa bênção. Em todas as nossas circunstâncias, embora possam ser adversas, ouvimos Ele falar: “A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” [3], “porque, quanto ao Senhor, seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é perfeito (pleno) para com ele” [4]. Talvez precisemos de prosperidade ou talvez precisemos de adversidade, mas “o meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus” [5]. Ele que é “o Deus de toda a graça… Ele mesmo vos aperfeiçoe, confirme, fortifique e estabeleça” [6]. Nunca se esqueça que “o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não retirará bem algum aos que andam na retidão” [7], pois “o SENHOR é o meu pastor, nada me faltará” [1].

O Senhor Jesus é meu Pastor,
E sou uma de Suas ovelhas;
Nenhum mal pode me ferir;
Ele é fiel para guiar e guardar.

[1] Salmos 23:1; [2] Salmos 34:9-10; [3] 2 Coríntios 12:9; [4] 2 Crônicas 16:9; [5] Filipenses 4:19; [6] 1 Pedro 5:10; [7] Salmo 84:11

Diário do Cristão para o Domingo

Os Sentimentos dEle — Parte 4

Este salmo nos dá mais do derramamento do coração do Senhor Jesus, quando Ele “suportou a cruz, desprezando a afronta” (Hebreus 12:2).

Salmo 102

3 Porque os meus dias se consomem como a fumaça, e os meus ossos ardem como lenha.

4 O meu coração está ferido e seco como a erva, por isso me esqueço de comer o meu pão.

5 Por causa da voz do meu gemido os meus ossos se apegam à minha pele.

6 Sou semelhante ao pelicano no deserto; sou como um mocho nas solidões.

7 Vigio, sou como o pardal solitário no telhado.

8 Os meus inimigos me afrontam todo o dia; os que se enfurecem contra mim têm jurado contra mim.

9 Pois tenho comido cinza como pão, e misturado com lágrimas a minha bebida,

10 Por causa da tua ira e da tua indignação, pois tu me levantaste e me arremessaste.

11 Os meus dias são como a sombra que declina, e como a erva me vou secando.

Conforto das Escrituras para o Domingo

“Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” [1]

Quando a Palavra de Deus nos diz para tomarmos cuidado com algo ou alguém, faremos bem se prestarmos atenção e sermos bastante cautelosos. Fazemos bem, como cristãos, em ter cuidado com a predileção pelas assim chamadas coisas sábias, aquela visão filosófica das coisas que pode nos fazer pensar que a sabedoria é espiritualidade, quando Deus nos disse para “não sermos sábios segundo nosso próprio conceito” [2, KJV], uma vez que “a sabedoria deste mundo é loucura (tolice) diante de Deus” [3]. Isto não é desejo humilde por mais conhecimento de Deus e de Seu Filho vindo da Palavra de Deus, mas sim “segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo” [1]. Nosso Senhor alertou sobre tais homens quando disse: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores” [4]. Pedro nos alerta: “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores (mestres)” [5]. Fazemos bem em “guardar-nos dos cães (os falsos mestres impuros), guardar-nos dos maus obreiros (que ensinam salvação por obras), guardar-nos da circuncisão (que ensinam salvação por ordenanças)” [6]. Portanto, “sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza” [7].

Guardai-vos de tudo o que tira
Honra e glória do Senhor,
Que exalta a sabedoria do homem
Acima do que Deus nos diz em Sua Palavra.

[1] Colossenses 2:8; [2] Romanos 12:16; [3] 1 Coríntios 3:19; [4] Mateus 7:15; [5] 2 Pedro 2:1; [6] Filipenses 3:2; [7] 2 Pedro 3:17

Diário do Cristão para o Sábado

Onde?

“E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?” (Gênesis 3:8,9).

Alguém perguntou: “Quer dizer que Deus não sabia onde estava Adão?”

A resposta: “É claro que Ele sabia!”

No entanto, Deus desejava uma confissão verbal de Adão quanto a onde ele estava. E Deus deseja uma resposta verbal de você a respeito de sua condição. Você crê em Jesus como seu Senhor e Salvador? Então diga a Deus. “A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação” (Romanos 10:9,10).

Onde está você? Você está tentando se esconder de Deus? Impossível! Em vez de tentar esconder e cobrir seu pecado, confesse que você é um pecador, e receba a completa salvação e perdão. Então, e somente então, você estará completamente confortável na presença dEle, agora e por toda a eternidade.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Sábado

“E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra” [1]

A graça de Deus “abunda” nos que são Seus, há uma abundância dela, e “se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo” [2]. “Onde o pecado abundou, superabundou a graça” [3]. Quanta graça Deus tem? O quanto é “abundância” [4]? A mesma palavra que é traduzida como “abundância” [5] é também traduzida como “suficiente e de sobra”, e “melhor do que o esperado”. Deus tem para Seu povo graça “suficiente e de sobra”. Ele tem “mais do que o esperado” daquilo que todo o Seu povo jamais precisará. Não é de admirar que Ele diga: “A minha graça te basta” [6]. Uma vez que Ele “é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça”, temos a certeza de “ter sempre, em tudo, toda a suficiência” [1]. “E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça” [7]. “Pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo” [8]. “E nós… vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão” [9]. “Tu, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus” [10].

Sua graça é abundante e livre
Por todas as necessidade de nossas vidas;
Lembrando-nos disso diariamente;
Nos fará fortes e sábios.

[1] 2 Coríntios 9:8; [2] Romanos 5:17; [3] Romanos 5:20; [4] Lucas 15:17; [5] João 6:13; [6] 2 Coríntios 12:9; [7] João 1:16; [8] 1 Coríntios 15:10; [9] 2 Coríntios 6:1; [10] 2 Timóteo 2:1

Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Maravilhoso — Parte 4

Suas palavras são maravilhosas.

Abra no capítulo 4 de Lucas, e você verá que lemos três vezes sobre como até mesmo aqueles que não O amavam se maravilhavam com o que Ele falava. “E todos lhe davam testemunho, e se maravilhavam das palavras de graça que saíam da sua boca; e diziam: Não é este o filho de José?” (Lucas 4:22). “E admiravam a sua doutrina porque a sua palavra era com autoridade” (Lucas 4:32). “E eles estavam todos maravilhados, e falavam entre si, dizendo: Que palavra é esta! pois com autoridade e poder Ele ordena aos espíritos imundos, e eles saem” (Lucas 4:36, KJV).

Se nos maravilharmos com Suas graciosas palavras para nós hoje, quanto mais nos maravilharemos quando O vermos no trono de Sua glória, e quando ouvirmos a Sua própria voz.

Jesus, nome sobre todo nome,

Nome de graça e poder;

Calmante e animador nome de amor,

Força para todas as horas.

Maravilhoso, Conselheiro,

Deus Forte, Pai da Eternidade;

Príncipe da Paz, Emanuel,

Jesus, o precioso Salvador.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” [1]

Este não é um versículo dizendo para as pessoas como podem ser salvas, pois está em uma carta em que João “escreveu a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus” [2]. Portanto, “se [nós, crentes] confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” [1]. Que bendita promessa, necessária para todos nós que conhecemos o Senhor, pois “se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós” [3]. Mas, muitas vezes, especialmente quando somos derrubados por termos pecado e falhado para com o Senhor, Satanás nos faz pensar que o Senhor não nos perdoou verdadeiramente e que devemos continuar confessando o mesmo pecado repetidamente. Tal dúvida desonra a Deus, pois “Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” [1]. Se Ele nos instrui a perdoarmos uns aos outros “até setenta vezes sete” [4], será que Ele faria menos que isso pelos que são Seus? Assim, quando verdadeiramente nos arrependemos e confessamos nossos pecados, lembremo-nos, com gratidão, que “os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus” [5].

Devemos confessar a Ele nossos pecados
Se Sua comunhão desejamos ter;
Ele é fiel para perdoar e limpar,
Com misericórdia suficiente e abundante.

[1] 1 João 1:9; [2] 1 João 5:13; [3] 1 João 1:10; [4] Mateus 18:22; [5] Salmo 51:17

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Maravilhoso — Parte 3

“Louvem ao Senhor pela sua bondade, e pelas suas maravilhas para com os filhos dos homens” (Salmos 107:8).
“Vendo, então, os principais dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se” (Mateus 21:15).

Tudo o que Ele fez foi maravilhoso.

O profeta Isaías disse: “Pasmaram muitos à vista dele” (Isaías 52:14). Para ver como isso foi cumprido, olhe no Evangelho de Marcos, onde é registrado quatorze vezes que as pessoas ficaram atônitas e maravilhadas com as coisas que Jesus fazia. (Marcos 1:22,27; 2:12; 5:42; 6:2,51; 7:37; 9:15; 10:24,26,32; 11:18; 14:33; 16:8). O testemunho deles era: “Tudo faz bem”. Até o inimigo teve de admitir quão maravilhoso Ele era.

João concluiu seu evangelho registrando: “Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém” (João 21:25).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Orai sem cessar” [1]

A vida de oração de um cristão é um barômetro confiável de sua condição espiritual. A negligência da oração indica que a alma está em um baixo nível de poder espiritual, pois a Palavra de Deus nos pede a “orar em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos” [2]. A atitude do crente deveria sempre ser: “Eu me dedico à oração” [3], pois “a oração [fervorosa] feita por um justo pode muito em seus efeitos” [4], e “a oração dos retos é o seu contentamento” [5]. “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade” [6], e é-nos ditos: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica” [7]. “Pela manhã ouvirás a minha voz, ó Senhor; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei” [8]. “Eu, porém, invocarei a Deus… De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz” [9]. Vamos, pois, como Epafras, estar “trabalhar fervorosamente… em orações” [10, KJV].

A oração é uma luta e uma batalha,
Que deve vir do próprio coração,
Enquanto oramos por aqueles ao nosso redor,
Para ter ajuda contra os dardos de Satanás.

[1] 1 Tessalonicenses 5:17; [2] Efésios 6:18; [3] Salmo 109:4; [4] Tiago 5:16; [5] Provérbios 15:8; [6] 1 Timóteo 2:1‑2; [7] Filipenses 4:6; [8] Salmo 5:3; [9] Salmo 55:16‑17; [10] Colossenses 4:12