Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Pergunta: Por que Deus permitiu que o pecado entrasse no mundo?

Resposta: A resposta é que Deus recebeu mais glória e o homem recebeu mais bênção através do sacrifício de Cristo do que se o pecado nunca tivesse entrado. Estamos melhor em Cristo do que jamais poderíamos estar em um Adão não caído e inocente. Se Adão nunca tivesse pecado, ele (e nós) teria desfrutado de uma vida contínua na terra no Jardim do Éden. Mas nós nunca teríamos a perspectiva de nos tornarmos filhos redimidos de Deus, e herdeiros de Deus, e co-herdeiros com Jesus Cristo. Não teríamos a promessa de um lar no céu ou de estarmos com Cristo, e sermos semelhante a Ele para sempre. Essas bênçãos vêm apenas por meio da obra redentora de Jesus Cristo, que Ele cumpriu no Calvário quando Ele “levou ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro” (1 Pedro 2:24). “Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21). Adão nunca esteve em tal posição diante de Deus. Além disso, Adão nunca soube o que era ser justificado (visto em toda a perfeição e aceitação de Cristo). Mas no cristianismo lemos: “Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1).

Gostaríamos muito de ouvir de você.

Envie seus comentários e perguntas para jhyland1959@gmail.com

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” [1]

Todo aquele que conhece a Cristo foi salvo da condenação (pena) do pecado e “tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” [2]. Além disso, nosso Senhor fala de todos aqueles pelos quais “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que Me deste, porque são Teus” [3], e assim também somos, no tempo presente, salvos do poder do pecado. E aguardamos o tempo da salvação completada, quando seremos salvos da presença do pecado, “e assim estaremos sempre com o Senhor” [4]. Embora possuamos uma completa salvação, não temos ainda uma salvação completada. Por essa nós esperamos, e por isso que “nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé” [1]. Desde já, “a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas” [5]. “Nós mesmos, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, esperando a adoção, a saber, a redenção do nosso corpo” [6]. Aguardamos pela “salvação, já prestes para se revelar no último tempo, em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações” [7].

Um dia, Ele virá para os que são Seus,
Levando-nos para o lar em glória;
Cantaremos Seus louvores para sempre,
A doce história da redenção.

[1] Romanos 13:11; [2] João 5:24; [3] João 17: 9; [4] 1 Tessalonicenses 4:17; [5] Filipenses 3:20-21; [6] Romanos 8:23; [7] 1 Pedro 1:5-6

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Salmo 63 — Parte 3

A Alma que Segue

“A minha alma te segue de perto; a tua destra me sustenta. Mas aqueles que procuram a minha alma para a destruir, irão para as profundezas da terra. Cairão à espada; serão uma ração para as raposas. Mas o rei se regozijará em Deus; qualquer que por ele jurar se gloriará; porque se taparão as bocas dos que falam a mentira” (Salmos 63:8-11).

Nosso Deus está sempre à nossa frente. O Salvador tomou a dianteira, e devemos segui-Lo. “Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas” (1 Pedro 2:21). Ele nos dá o poder para segui-Lo, e assim devemos segui-Lo o mais perto possível. Temos um maravilhoso elogio dado pelo próprio Senhor a um homem de fé no final da sua viagem pelo deserto: “O meu servo Calebe… perseverou em seguir-me” (Números 14:24). Não é esse o tipo de elogio que todo crente gostaria de ouvir? Que não sejamos como Pedro, de quem lemos: “E Pedro seguia-o de longe” (Lucas 22:54).

Manter-se perto do Senhor com nossa mão à disposição dEle significa segurança contra o inimigo, alegria interior, e Sua aprovação.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” [1]

Não apenas o verdadeiro crente foi salvo da condenação (pena) do pecado, como também somos continuamente salvos do poder do pecado em nossa vida, “vivendo sempre para interceder por” nós. Ele “nos livrou de tão grande morte, e livra; em quem esperamos que também nos livrará ainda” [2]. “Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida” [3], pois “é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós” [4]. Muitas vezes devemos clamar a Ele por essa salvação presente do domínio do pecado, da pressão das provações, e quando estamos “contristados com várias tentações” [5]. Mas nunca clamamos em vão. “Sou teu, salva-me; pois tenho buscado os teus preceitos” [6], esta deveria ser nossa constante oração. E sempre que clamamos e em quaisquer circunstâncias que estejamos, Sua Palavra vem a nós, dizendo: “Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” [7].

Dia a dia, Ele me salva
De Satanás, do mundo e do pecado,
Pois Cristo sempre vive acima,
E o Espírito em nós habita.

[1] Hebreus 7:25; [2] 2 Coríntios 1:10; [3] Romanos 5:10; [4] Romanos 8:34; [5] 1 Pedro 1:6; [6] Salmo 119:94; [7] Isaías 43:1‑2

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Salmo 63 — Parte 2

A Alma Satisfeita

“A minha alma se fartará, como de tutano e de gordura; e a minha boca te louvará com alegres lábios, quando me lembrar de ti na minha cama, e meditar em ti nas vigílias da noite. Porque tu tens sido o meu auxílio; então, à sombra das tuas asas me regozijarei” (Salmos 63:5-7).

Desejar a Deus é tê-Lo. Quando ansiamos por Ele seremos encontrados em Sua presença bebendo da fonte de “água viva” (João 4:10). Davi compreendeu isso, e tinha escrito anteriormente: “Porque em ti está o manancial (fonte) da vida” (Salmos 36:9).

Meditar sobre Ele quando nos deitamos à noite é encontrar verdadeiro descanso e satisfação para o coração e para a mente, o que nos fará capazes de levantar de manhã e passar o dia com o senso consciente de Seu amor e proteção. Suas asas dão proteção, assim como o poder para superar as dificuldades e circunstâncias da vida. Como o profeta, mais tarde, escreveu: “Os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão” (Isaías 40:31).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Deus, que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos (antes que o mundo existisse)” [1]

“Deus… nos salvou”. A salvação é a presente posse de todos aqueles que confiaram em Cristo. “Quem tem o Filho tem a vida” [2] agora. Não precisamos esperar até estarmos diante de Deus para saber se fomos salvos. “Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna” [2]. Um crente duvidar que é salvo é duvidar da Palavra de Deus, pois “a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” [3]. “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo” [4], e poderás dizer: “Eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia” [5]. O Salvador disse: “Dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão” [6]. Assim “aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece” [7].

Salvos pelo sangue de Jesus,
Salvos de nossa ruína e pecado,
Salvos por toda a eternidade
Assim é para todos os que entrarem.

[1] 2 Timóteo 1:8-9; [2] 1 João 5:12‑13; [3] João 1:12‑13; [4] Romanos 10:9; [5] 2 Timóteo 1:12; [6] João 10:28; [7] João 3:36

Diário do Cristão para a Terça-Feira

Salmo 63 — Parte 1

A Sede da Alma

Um Salmo de Davi, quando ele estava no deserto de Judá.

“Ó Deus, tu és o meu Deus, de madrugada te buscarei; a minha alma tem sede de ti; a minha carne te deseja muito em uma terra seca e cansada, onde não há água; para ver a tua força e a tua glória, como te vi no santuário. Porque a tua benignidade é melhor do que a vida, os meus lábios te louvarão. Assim eu te bendirei enquanto viver; em teu nome levantarei as minhas mãos.” (Salmos 63:1-4).

Permaneçamos sempre alertas para vermos o poder e a glória de Deus, não apenas em ocasiões especiais, mas em cada passo de nossa jornada através desse deserto espiritual seco e sedento. Além dEle mesmo, não há nada neste mundo para saciar e satisfazer a sede e anseio de nossos corações. É Ele, e somente Ele! No final da Bíblia, a promessa de refrigério espiritual é dada duas vezes: “E disse-me mais:… A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida… E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (Apocalipse 21:6; 22:17). Também somos encorajados: “Comei, amigos, bebei abundantemente, ó amados” (Cânticos 5:1).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” [1]

Muitos de nós somos como Marta, “distraída em muitos serviços” [2], e “ansiosa e afadigada com muitas coisas”, tanto que esquecemos ou pelo menos negligenciamos a “uma só é necessária” [1]. Há aquelas “coisas necessárias” [3] que estão ligadas à nossa vida e bem-estar aqui na terra e que devem reivindicar nossa atenção. Mesmo assim, devemos ser cuidadosos com “os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, [que] entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera” [4], lembrando que “a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui” [5], pois quando “te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” [6] Mas “a boa parte”, aquela “uma só [que] é necessária”, escolhida por Maria, “não lhe será tirada” [1]. Ela, “assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra” [7], e “a palavra do Senhor permanece para sempre” [8]. Querido cristão, não permita que as “coisas” sufoquem a Palavra de Deus em sua vida. “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça” [9], e “buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” [10], e todas essas “coisas”, providas por Deus, “são boas e proveitosas aos homens” [11].

“Coisas” se destacam no horizonte
E ocupam nosso tempo e força,
Mas as “coisas” passarão um dia;
Apenas “uma coisa” durará eternamente.

[1] Lucas 10:41-42; [2] Lucas 10:40; [3] Atos 15:28; [4] Marcos 4:19; [5] Lucas 12:15; [6] Lucas 12:20; [7] Lucas 10:39; [8] 1 Pedro 1:25; [9] 1 Timóteo 6:11; [10] Mateus 6:33; [11] Tito 3:8

Diário do Cristão para a Segunda-Feira

Caro Cristão:

Um fazendeiro cristão perto de minha casa tinha essa mensagem instigante em um grande quadro de avisos perto da estrada em um de seus campos.

A preocupação é um mau uso da imaginação!

Isso me lembrou das mulheres na manhã da ressurreição enquanto se dirigiam à tumba do Senhor. A Bíblia nos fala do assunto da conversa delas: “Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro?” (Marcos 16:3)

No entanto, elas não precisavam se preocupar, pois a dificuldade que elas imaginaram iria se mostrar já resolvida. “E, olhando, viram que já a pedra estava revolvida; e era ela muito grande” (Marcos 16:4). Em outras palavras, elas imaginaram uma dificuldade, que levou a uma preocupação desnecessária. Não somos muitas vezes assim? Eu sei que eu sou. Eu me preocupo com coisas que eu acho que vão acontecer no futuro, e quando chega o tempo, descubro que a situação que eu antecipei nunca se desenvolveu, e, mesmo quando ela ocorre, o Senhor é capaz e suficiente para isso.

Seu Amigo Cristão,

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Escolhendo antes ser maltratado com o povo de Deus, do que por um pouco de tempo ter o gozo do pecado”. [1]

Deus não força Seus filhos redimidos a andar com Ele; a escolha é deixada para nós. Ele nos diz quais serão as consequências se vivermos para Sua glória, e quais serão se não o fizermos. Ele nos diz claramente que “somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis” [2], e, por outro lado, Ele nos diz para deixar que “a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai” [3]. “Escolhei hoje a quem sirvais” [4]. Podemos “temer ao Senhor, e servi-lo com sinceridade e com verdade” [4], lembrando Suas palavras: “Se alguém me servir, meu Pai o honrará” [5], e também lembrando que “se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo” [6]. Assim, “como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele” [7].

Podemos andar com o Senhor a cada dia,
Ou seguir a direção do ego;
Podemos conhecer Sua própria paz e alegria,
Ou delas podemos ficar desolados.

[1] Hebreus 11:25; [2] Romanos 8:12-13; [3] Colossenses 3:16-17; [4] Josué 24:14-15; [5] João 12:26; [6] 1 Coríntios 11:31-32; [7] Colossenses 2:6