Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Você acredita nisso? Mais um ano se foi. Coloquei alguns pensamentos meus neste poema que escrevi especialmente para esta página.

Os anos, rapidamente vêm e vão,

E o tempo tão rapidamente voa,

Grato estou de estar viajando

Para o meu lar, além dos céus.

E talvez, sim, talvez hoje,

Antes ainda de um novo ano,

Ouvirei o alarido que me chama,

Sua vinda deve próxima estar!

Que confiança dá isto à alma,

Saber que tudo está bem,

E em breve, sim, muito em breve

Habitaremos com Jesus em seu terno lar!

“O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.” (Salmo 121:8)

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Até que refresque o dia, e fujam as sombras” [1]

Muitas têm sido as sombras que caíram nos caminhos dos queridos filhos de Deus enquanto viajamos por um mundo que rejeitou a Cristo. As sombras da dor, da perseguição, da separação, da incompreensão, das esperanças arruinadas, do cansaço, da privação, da tristeza, e a “sombra da morte” [2]. Mas um dia desses as sombras fugirão, e conheceremos por vista, assim como agora nós conhecemos pela fé, “que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada” [3]. Assim como João em Patmos, ouviremos uma voz dizer: “Sobe aqui” [4], na “vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e… nossa reunião com ele” [5], “e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” [6]. “Até que refresque o dia” [1], confiemos e sirvamos alegremente a Ele, seguindo “mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações” [7]. “A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz” [8].

Por muito tempo tem sido noite,
Com suas sombras e seus ruídos,
Mas logo Ele virá, aquEle que é a Luz,
E a glória então brilhará ao redor.

[1] Cantares de Salomão 4:6; [2] Salmo 23:4; [3] Romanos 8:18; [4] Apocalipse 4:1; [5] 2 Tessalonicenses 2:1; [6] Apocalipse 21:4; [7] 2 Pedro 1:19; [8] Romanos 13:12

Conforto das Escrituras para Sábado

“Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo.” [1]

“O dia de Jesus Cristo” é o tempo em que nosso Senhor virá para os que são Seus, e nós que o conhecemos estamos “esperando a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo” [2]. Nós somos salvos porque “Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores” [3], porque “levou Ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro” [4]. Mas apesar do crente em Cristo ser perfeita e completamente salva, ainda assim a plena manifestação de nossa salvação espera o retorno do Senhor, e “a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé” [5], e “aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo” [1]. Assim “esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas” [6]. E “fiel é o que vos chama, o qual também o fará” [7]. Enquanto isso, somos “mediante a fé guardados na virtude (poder) de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo, em que vós grandemente vos alegrais, ainda que… estejais por um pouco contristados com várias tentações” [8].

AquEle que nos salvou nos guardará
Até que Seu propósito seja cumprido
E até que estejamos seguros no lar,
Com todas as batalhas terrenas vencidas.

[1] Filipenses 1:6; [2] 1 Coríntios 1:7-8; [3] 1 Timóteo 1:15; [4] 1 Pedro 2:24; [5] Romanos 13:11; [6] Filipenses 3:20-21; [7] 1 Tessalonicenses 5:24; [8] 1 Pedro 1:5-6

Diário do Jovem Cristão para a Sexta-Feira

Por favor, o que significa a declaração: “Nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação” (2 Pedro 1:20)?

Este versículo está nos alertando para não tirarmos as Escrituras do contexto, ou isolá-las do resto da Palavra de Deus, e então construir uma doutrina sobre ela que não corresponda ao resto da Bíblia. Em outras palavras, não temos direito para nossa visão ou interpretação particular do que Deus está dizendo. Um versículo deve se encaixar com toda a Escritura.

E lembre-se que não há contradições neste livro vivo. A maioria das falsas doutrinas que já foram e são propagadas é o resultado de pegar um versículo ou uma passagem e aplicá-lo de maneira errada para tentar sustentar ou adequar algum falso ensino ou modo de ver as coisas.

Isso nunca é justificado. A Bíblia é como um quebra-cabeça. Cada peça deve se encaixar perfeitamente com todas as outras peças, e uma peça perdida ou forçada para o lugar errado estraga toda a imagem. É por isso que foi dito a Timóteo: “Conserva o modelo (mantenha o padrão) das sãs palavras” (2 Timóteo 1:13). Isso é realmente ter um esquema da verdade. Como a borda do quebra-cabeça, quando completo, nos ajuda a preencher as outras peças no lugar certo.

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.” [1]

Sabemos que “os sofrimentos de Cristo” foram cumpridos em Sua primeira vinda, e que “a glória que se lhes havia de seguir” [1] será revelada quando Ele vier novamente. Vivemos entre Seus dois adventos. Mas os profetas do Antigo Testamento viveram antes de ambas as vindas, e eles “inquiriram e trataram diligentemente” quanto ao que “o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava”, quando Ele falava através deles dos “sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir” [1]. Eles viram a primeira e a segunda vinda de Cristo em uma só visão combinada. Isaías escreveu daquEle que “era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos” [2]. Por outro lado, ele falou daquEle que virá e “ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio” [3]. As duas vindas de nosso Senhor estão inseparavelmente conectadas na Palavra. Ele “se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo” [4], e esperamos pelo momento em que Ele “aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” [5].

Ele veio, o bendito Filho de Deus,
Para morrer pelos pecados de todos;
Ele virá novamente em grande glória;
E seu juízo sobre o pecado derramará.

[1] 1 Pedro 1:10-11; [2] Isaías 53:3; [3] Isaías 11:4; [4] Hebreus 9:26; [5] Hebreus 9:28

Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Caro cristão…

Às vezes fico irritado porque a Internet cai, ou estou em uma área onde meu celular não tem sinal e me vejo sem comunicação… pelo menos é o que penso.

Mas, felizmente, existe sempre um canal aberto para o céu e para o “Trono da Graça”. Nunca receberemos um sinal de ocupado, nunca ficaremos sem acesso ou esperaremos, nunca teremos uma ligação perdida e nunca estaremos fora de área do ouvido de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo. O convite é para ir a qualquer momento, com qualquer necessidade, nunca teremos o acesso recusado ou bloqueado. “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” (Hebreus 4:16).

Ao começar outra semana de trabalho, talvez você tenha seu celular, smartphone, laptop e outros gadgets de comunicação com você. Mas não se esqueça de aproveitar o acesso 100% online e disponível que você tem com o céu.

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Cristo Jesus, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens” [1]

Nosso Senhor, na terra, foi o Servo perfeito, de quem o Senhor Deus tinha falado profeticamente: “Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios. Não clamará, não se exaltará, nem fará ouvir a sua voz na praça. A cana trilhada não quebrará, nem apagará o pavio que fumega; com verdade trará justiça. Não faltará, nem será quebrantado, até que ponha na terra a justiça; e as ilhas aguardarão a sua lei” [2]. Quando Ele deixou o céu para vir à terra, para nascer da virgem, “entrando no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, Mas corpo me preparaste… Então disse: Eis aqui venho (No princípio do livro está escrito de mim), para fazer, ó Deus, a tua vontade” [3]. Ele podia dizer, sem reservas: “Eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou” [4], e “A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar [consumar] a sua obra” [5], “na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez.” [6]

O Servo do Senhor estava aqui;
Seu deleite era obedecer;
Ele foi “obediente até a morte”,
Para transformar nossa noite em dia.

[1] Filipenses 2:5-7; [2] Isaías 42:1-4; [3] Hebreus 10:5-7; [4] João 6:38; [5] João 4:34; [6] Hebreus 10:10

Diário do Jovem Cristão para o Domingo

A Obra de Cristo

“Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Coríntios 15:3-4).

Este versículo contém três verdades gloriosas:

1. “Cristo morreu”.

“Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5: 8).
“E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2: 8).

2. “Cristo foi sepultado”.

“E puseram a sua sepultura com os ímpios e com o rico, na sua morte; porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano na sua boca” (Isaías 53:9).

3. “Ele ressuscitou.”

“(Ele) ressuscitou para nossa justificação” (Romanos 4:25).

Desfrutar desses três fatos maravilhosos produzirá adoração, louvor e gratidão em nossos corações e em nossos lábios.

Conforto das Escrituras para o Domingo

“E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” [1]

“Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco” [2]. “Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei” [3], em cumprimento à primeira promessa messiânica, dita pelo Senhor Deus à serpente, Satanás, no Jardim do Éden: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” [4]. “Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória” [5]. “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou” [6]. Ele disse: “Eu e o Pai somos um” [7], e “Quem me vê a mim vê o Pai” [8]. Ele é “nosso Senhor Jesus Cristo… o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; aquele que tem, ele só, a imortalidade… ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.” [9]

O santo Filho de Deus desceu
Para habitar na terra entre os homens;
Recusado, desprezado e rejeitado,
Ele pagou o preço por nossos pecados.

[1] Mateus 1:21; [2] Mateus 1:22-23; [3] Gálatas 4:4; [4] Gênesis 3:15; [5] 1 Timóteo 3:16; [6] João 1:18; [7] João 10:30; [8] João 14:9; [9] 1 Timóteo 6:14-16

Diário do Jovem Cristão para a Sexta-Feira

Prosperidade e sucesso

Na ilha de San Vincent, os táxis sempre têm nomes interessantes e frequentemente slogans e ditados “motivadores”. Enquanto íamos pela estrada costeira entre Georgetown, no norte da ilha, e Kingstown, no sul, vi um táxi a nossa frente com a seguinte declaração:

Prosperidade é o caminho para o sucesso!

Embora esta possa ser a receita mundial para o sucesso, isso me fez pensar na fórmula bíblica para o sucesso. “Não se apartará da tua boca este livro da lei, mas meditarás nele de dia e de noite, para que cuides de fazer tudo o que nele está escrito. Então farás próspero o teu caminho, e serás bem sucedido” (Josué 1:8). É somente quando lemos, meditamos e obedecemos a Palavra de Deus que teremos verdadeiro sucesso espiritual. Podemos não ter muito do que o mundo chama de sucesso em termos de riqueza material e posição, mas o Senhor disse: “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu” (Mateus 6:19-20).