Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” [1]

“Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação” [2]. Não obstante, a palavra de nosso Senhor para os que são Seus é: “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” [3]. “Porque ainda um pouquinho de tempo, e o que há de vir virá, e não tardará” [4]. Ele disse: “Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” [5]. Assim “esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso” [6]. Sua palavra é: “Eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra” [7], e “Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro” [8]. “Conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé” [9]. “Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus” [10].

Ele com som de trombeta virá,
Para levar os Seus ao Seu lar,
Lavados pelo Seu próprio precioso sangue,
Para diante do trono permanecermos .

[1] Tiago 5: 8; [2] 2 Pedro 3: 3-4; [3] Apocalipse 3:11; [4] Hebreus 10:37; [5] João 14: 2‑3; [6] Filipenses 3: 20‑21; [7] Apocalipse 22:12; [8] Apocalipse 22: 7; [9] Romanos 13: 11; [10] Apocalipse 22:20

Diário do Jovem Cristão para a Quinta-Feira

Viver simplesmente

“Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade” (Colossenses 3:12).

Recebi um e-mail não solicitado que transmitia uma mensagem simples, mas instigante. Apenas dizia:
“Viva simplesmente,
ame generosamente,
se importe profundamente,
fale gentilmente e
seja mais gentil do que necessário,
pois todos que você conhece estão lutando alguma batalha”.

Quando pensei nisso, percebi que o único guia e capacidade de realizar tais sentimentos o tempo todo e com todos poderia ser o próprio Senhor Jesus. Essas características foram exibidas constantemente e consistentemente por Ele em Seu caminho terreno durante seus mais de trinta anos de vida no planeta Terra.

Ele diz a cada um de nós: “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração” (Mateus 11:29). Paulo, por escrito aos coríntios, exibiu “pela mansidão e benignidade de Cristo” (2 Coríntios 10:1).

Que todo aquele que crê procure imitar e irradiar os traços de nosso Salvador para que outros possam ser ajudados, abençoados e encorajados.

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade [misericórdia] para todos os que te invocam.” [1]

Na “oração de Davi” encontrada no Salmo 86, muito é dito sobre os atributos e caráter de Deus. Ele é “bom”, isto é, está sempre disposto ao bem. “O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras” [2], e Ele designou que “a benignidade de Deus te leva ao arrependimento” [3]. E àqueles que se voltam para Ele, Ele está “pronto a perdoar” [1], “porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados” [4]. Ele também é “abundante em misericórdia” [1]. “Piedoso e benigno é o Senhor, sofredor e de grande misericórdia” [5]. É dito, ainda, no Salmo 86, que “tu, Senhor, és um Deus cheio de compaixão, e piedoso [gracioso], sofredor [longânimo], e grande em benignidade [misericórdia] e em verdade” [6]. Não somente o “Senhor… é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” [7], como também Sua “longanimidade” continua para conosco após termos “vindo ao arrependimento” e termos sido salvos. Ele pacientemente nos guia e conduz, e nos perdoa e restaura. Além disso, nosso salmo nos diz: “Tu és grande e fazes maravilhas; só tu és Deus” [8], pois “ó Senhor, quem é como tu… Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas?” [9] E “este Deus é o nosso Deus para sempre” [10].

Terno e gracioso é nosso Deus;
Ele amavelmente guarda os que são Seus;
Dia a dia Ele olha por eles,
E assim será até estarmos seguros em Seu lar.

[1] Salmo 86:5; [2] Salmo 145:9; [3] Romanos 2:4; [4] 1 João 2:12; [5] Salmo 145:8; [6] Salmo 86:15; [7] 2 Pedro 3:9; [8] Salmo 86:10; [9] Êxodo 15:11; [10] Salmo 48:14

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade” [1]

“O Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus” [2]. “Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes” [3]. “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um” [4]. “Pela graça de Deus sou o que sou; e a sua graça para comigo não foi vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus, que está comigo” [5]. “Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus” [6].

Deus opera nos corações dos que são Seus
Para causar-lhes vontade para fazer
Aquilo que honrará o Salvador,
E refrescará com orvalho celestial.

[1] Filipenses 2:13; [2] Hebreus 13:20-21; [3] 1 Tessalonicenses 2:13; [4] Romanos 12:2‑3; [5] 1 Coríntios 15:10; [6] 2 Coríntios 3:5

Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Querido Jovem Cristão:

Eu li uma citação esta manhã cuja veracidade me impressionou. Dizia o seguinte:

“O AMOR É A PORTA PELA QUAL PASSAMOS DO EGOÍSMO AO SERVIÇO.”

Paulo, quando escreveu aos primeiros cristãos, colocou esse pensamento desta maneira: “Servi-vos uns aos outros pelo amor” (Gálatas 5:13).

Por natureza, amamos ser servidos, e é por isso que empresas que tentam vender seu negócio de uma forma ou de outra anunciarão que seu serviço é superior a qualquer outro. Eles entendem a natureza humana, e que apreciamos o bom serviço.

No entanto, o cristianismo nos deu uma vida e um motivo para servir aos outros. O que o Senhor deseja é auto-sacrifício em servir a Ele e aos outros. Assim como o casal piedoso que Paulo menciona e recomenda quando diz: “Saudai a Priscila e a Áquila, meus cooperadores em Cristo Jesus, os quais pela minha vida expuseram as suas cabeças” (Romanos 16:3,4). Que sacrifício de serviço abnegado (não egoísta) você fará esta semana?

Seu Amigo Cristão,

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“E levou-os fora, até Betânia; e, levantando as suas mãos, os abençoou. E aconteceu que, abençoando-os ele, se apartou deles e foi elevado ao céu.” [1]

Nosso Senhor Jesus, após Sua morte e ressurreição, deixou esta terra com Suas mãos levantadas, abençoando os que são Seus, “porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus” [2], onde Ele “pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” [3]. A oração sumo-sacerdotal de nosso Senhor na noite anterior à cruz nos dá uma figura de Sua intercessão presente pela qual os que são Seus são continuamente abençoados. Ele disse: “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus… Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós… Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” [4, 5, 6]. Então agora, lá no céu, Ele continuamente nos abençoa. “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti, e tenha misericórdia de ti; o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz” [7].

Ele vive por nós lá no céu;
Ele vive para abençoar os que são Seus;
Nossos nomes gravados em Suas mãos,
Somos amados pelo querido Filho de Deus.

[1] Lucas 24:50-51; [2] Hebreus 9:24; [3] Hebreus 7:25; [4] João 17:9; [5] João 17:11; [6] João 17:15; [7] Números 6:24-26

Conforto das Escrituras para o Domingo

“Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos.” [1]

“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás*, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem” [2]. “E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência [conhecimento], e à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, e à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade [amor]. Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo” [3], mas deverão então “crescer na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo” [4]. “Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus” [5], e “fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus” [6]. Assim “meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos” [7], pois “bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e que o buscam com todo o coração” [8]. “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido” [9].

Então medite na Palavra de Deus
Que ela encherá seu coração,
E se apegue a isso a cada dia,
E nunca dela se aparte.

[1] 1 Timóteo 4:15; [2] 1 Timóteo 4:16; [3] 2 Pedro 1:5-8; [4] 2 Pedro 3:18; [5] 2 Timóteo 1:13; [6] 2 Timóteo 2:1; [7] Salmo 119:15; [8] Salmo 119:2; [9] Josué 1:8

{* Nota de rodapé: A passagem de 1 Timóteo 4:16 não fala da salvação eterna, mas sim de preservar-se de ser enganado e contaminado pelos mesmos falsos mestres dos quais Paulo fala no início do capítulo. Leia mais aqui e aqui. }

Diário do Jovem Cristão para o Domingo

A Cruz

Sua Cruz:

“E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota” (João 19:17)

Sua Morte:

“E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2:8)

Seu Sangue:

“E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus” (Colossenses 1:20)

Sua Glória:

“Longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo” (Gálatas 6:14)

Me gloriarei apenas na cruz,
A cruz do Calvário;
Onde Jesus Seu precioso sangue derramou
E morreu por alguém como eu

Conforto das Escrituras para o Sábado

“Sentei-me ali, pasmado no meio deles” [1]

Não é possível para nós compreendermos os problemas dos outros a menos que tenhamos passado por provações similares. Então podemos nos “alegrar com os que se alegram; chorar com os que choram” [2], e “consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus” [3]. Então podemos confiantemente dizer com Jó: “Não chorava eu sobre aquele que estava aflito? ou não se angustiava a minha alma pelo necessitado?” [4] Está escrito de nosso Senhor que “Jesus chorou” quando “Maria… lançou-se-lhe aos pés”, e “Jesus… a viu chorar” [5, 6], “porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado” [7], “porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados” [8]. Precisamos de discernimento espiritual para saber “sustentar com uma palavra o que está cansado” [9], pois “o que entoa canções ao coração aflito é como aquele que despe uma peça de roupa num dia de frio, e como vinagre sobre a chaga” [10]. Há momentos em que precisamos ser como os três amigos de Jó, que “ficaram sentados com ele… e nenhum deles lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande” [11]. Portanto, “lembrai-vos… dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo” [12].

Se você tiver que ser uma bênção
E para os outros uma fonte de auxílio
Pense no quanto Ele te confortou
Quando você já esteve cansado no coração.

[1] Ezequiel 3:15; [2] Romanos 12:15; [3] 2 Coríntios 1:4; [4] Jó 30:25; [5] João 11:35; [6] João 11:32‑33; [7] Hebreus 4:15; [8] Hebreus 2:18; [9] Isaías 50:4; [10] Provérbios 25:20; [11] Jó 2:13; [12] Hebreus 13:3

Diário do Jovem Cristão para o Sábado

Desconhecido

“Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor, mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor” (2 Coríntios 5:6,8)

O incrédulo se apega a esta vida, temendo as trevas desconhecidas, sabendo lá no fundo de seu ser que deverá enfrentar Deus estando em seus pecados. Quão diferente é quando conhecemos o Senhor e Seu amor. Muitos crentes doentes e idosos oram diariamente para que o Senhor venha, ou para que Ele os leve para o lar celestial através da morte. A morte para o cristão não deveria carregar medo. De fato, ele pode dizer: “Onde está, ó morte, o teu aguilhão (anzol)? Onde está, ó inferno, a tua vitória?” (1 Coríntios 15:55) Não há o “desconhecido” para aquele que “conhece” a Cristo como seu Salvador. Um maravilhoso futuro com Ele o aguarda. A Palavra de Deus nos assegura: “e assim estaremos sempre com o Senhor” (1 Tessalonicenses 4:17).

Você está salvo? Você sabe que seus pecados estão perdoados? Você já recebeu a Cristo como seu Senhor e Salvador? Se assim for, vocẽ também está pronto(a) para o céu… pronto(a) para “estar presente com o Senhor”.