Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.

Quando nos refugiamos de todo o coração no Senhor, com nossa esperança e confiança nEle, então desviamos nossos olhos de nossa própria imaginada sabedoria, percebendo que não é “do homem que caminha o dirigir os seus passos”, e que “a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus”. “Tens visto o homem que é sábio a seus próprios olhos? Pode-se esperar mais do tolo do que dele”. Mas quão diferente é quando “confiamos no Senhor” e não dependemos de nosso “próprio entendimento”, pois quando nós “o reconhecemos em todos os teus caminhos”, então ele nos diz: “Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos”. “Bom e reto é o Senhor; por isso ensinará o caminho aos pecadores. Guiará os mansos em justiça e aos mansos ensinará o seu caminho”. “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra.”

Nossa sabedoria não é suficiente.
Mesmo para um dia sequer;
Reconhecemos nossa necessidade da graça
Que nós Tua direção possamos conhecer.

Provérbios 3:5,6 ~ Jeremias 10:23 ~ 1 Coríntios 3:19 ~ Provérbios 26:12  ~ Salmos 32:8 ~ Salmos 25:8,9 ~ Jeremias 9:23,24

Diário do Jovem Cristão para a Quarta-Feira

Estar Sozinho – Parte 3

Aqui está o que o Novo Testamente tem a dizer sobre a vida e o andar de fé de Enoque: “Enoque… alcançou testemunho de que agradara a Deus” (Hebreus 11:5). Melhor do que tudo o que o mundo tem a oferecer é saber que se está agradando a Deus. Enoque teve que levar um testemunho contra um mundo perverso. Em um dia em que os homens viviam entre 800 e 900 anos, sua vida foi relativamente curta. “E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos. E andou Enoque com Deus; e não apareceu mais, porquanto Deus para si o tomou.” (Gênesis 5:23,24). No entanto, por mais que sua vida tenha sido curta, seu registro permanece: “agradara a Deus”.

Se o cristão tenta ter o melhor dos dois mundos… em outras palavras, se tentar defender a verdade e ainda assim cultivar a aprovação dos ímpios… ele descobrirá que seu testemunho perdeu seu poder e que o próprio mundo não o respeita.

Um pôster em uma parede que eu vi uma vez expressava isso dessa maneira:

PROCURA-SE HOJE:

Homens e mulheres que obedecem suas convicções

sobre a verdade e o dever ao custo de fortunas e amigos

e da própria vida!

“E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” (1 João 2:17).

Diário do Jovem Cristão para a Segunda-Feira

Estar Sozinho – Parte 2

Sobre o modo solitário que seus discípulos deveriam andar, o Senhor diz: “Estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem” (Mateus 7:14). Sobre o tratamento vindo daqueles que andam no caminho largo, Ele diz: “Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia” (João 15:19).

Multidões agora, tanto de crentes como de incrédulos, aplaudem a coragem e força dos patriarcas e profetas, dos apóstolos e dos mártires, mas condenam como teimosia e tolice a fidelidade à verdade nos nossos dias.

Você é uma pessoa que está ansiosa para andar com Deus, ainda que com medo de perder alguma vantagem imaginária ou posição, e que se pergunta se pode não ser possível ir muito longe e continuar fazendo tudo certo depois? Tome coragem. Siga o exemplo de Enoque.  “E andou Enoque com Deus… trezentos anos” (Gênesis 5:22). É melhor andar sozinho com Deus do que de mãos dadas com um mundo que O odeia e despreza Seus seguidores.

Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

Sabeis que a família de Estéfanas… se tem dedicado ao ministério dos santos.

Que bendita afirmação sobre “a família [casa] de Estéfanas”. Eles “se dedicavam ao ministério dos santos”. Eles não foram comissionados por alguma igreja, ou conselho ou comissão; eles se propuseram, eles mesmos, a tal necessário ministério. Eles resolveram se dedicar às necessidades entre os filhos de Deus e a buscar ministrar àquelas necessidades. E assim ministrando aos filhos de Deus, eles ministravam ao Próprio Deus, “porque Deus não é injusto, para se esquecer da vossa obra, e do amor que para com o seu nome mostrastes, porquanto servistes [ministrastes] aos santos, e ainda os servis”. Nosso Senhor Jesus disse que “quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes”, e “qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão”. “Qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal; e qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos”. Que possamos “pelo amor servi-vos uns aos outros”, seguindo aquelas “coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros”. “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros”, e assim “consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras”.

Servindo aqueles por quem nosso Senhor morreu,
Considerando suas lágrimas e aflições,
Nunca seguindo os elogios dos homens,
Deixando tudo para Aquele que tudo sabe.

1 Coríntios 16:15 ~ Hebreus 6:10 ~ Mateus 25:40 ~ Marcos 9:41 ~ Marcos 10:43,44 ~ Gálatas 5:13 ~ Romanos 14:19 ~ Filipenses 2:4 ~ Hebreus 10:24

Luz Diária para a Quinta-Feira de Manhã

O fruto o do Espírito é… longanimidade, benignidade.

O Senhor, o Senhor Deus, misericordioso e piedoso, tardio em irar-se e grande em beneficência e verdade.

Andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor. — Sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. — Aa sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. — O amor é sofredor, é benigno.

A seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. — Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia.
Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.

Gálatas 5:22 ~ Êxodo 34:6 ~ Efésios 4:1,2 ~ Efésios 4:32 ~ Tiago 3:17 ~ 1 Coríntios 13:4 ~ Gálatas 6:9 ~ Tiago 5:7,8

Diário do Jovem Cristão para a Quinta-Feira

Estar Sozinho – Parte 1

É humano estar onde está a multidão; é divino estar sozinho. É típico do homem seguir o povo, se deixar arrastar pela maré; é típico de Deus seguir um princípio e ir contra a maré. É natural comprometer a consciência e seguir a moda social e religiosa por amor ao ganho ou ao prazer; é divino sacrificar ambos no altar da verdade e do dever.

“Ninguém me assistiu [ficou ao meu lado], antes todos me desampararam.” (2 Timóteo 4:16), o apóstolo Paulo, ferido em batalha, escreveu isso a muito tempo atrás, ao descrever sua primeira defesa diante de Nero para responder por sua vida, por crer e ensinar coisas contrárias ao mundo romano.

A verdade está fora de moda desde a queda de Adão.

Noé construiu e viajou sozinho. Seus vizinhos riam de sua estranheza e morreram com estilo.

Abraão vagou e adorou sozinho. Os sodomitas talvez rissem desse simples pastor, seguiram suas modas, e queimaram nas chamas.

Daniel jantou e orou sozinho.

(continua…)

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

O Senhor é a minha rocha.

Uma rocha fala de força e estabilidade, de abrigo e segurança, e o Senhor é tudo isso para Seu povo. “Também me tirou duma cova de destruição, dum charco de lodo; pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos”. Nosso Senhor falou sobre “um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha”. Ela estava edificada sobre o próprio Senhor, pois “Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos justos são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é”. Assim podemos confiantemente orar: “Sê a minha firme rocha, uma casa fortíssima que me salve. Porque tu és a minha rocha e a minha fortaleza; assim, por amor do teu nome, guia-me e encaminha-me”. “Quando o meu coração estiver desmaiado; leva-me para a rocha que é mais alta do que eu”, pois “só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado”.  Ele é “minha defesa; e o meu Deus é a rocha do meu refúgio”. Ele é “como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta”, e “no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão; no oculto do seu tabernáculo me esconderá; pôr-me-á sobre uma rocha”. “O caminho de Deus é perfeito… E quem é rochedo senão o nosso Deus?”

Uma Rocha forte e verdadeira é meu Senhor,
Pois Ele nunca nos nega Sua graça,
Então confiarei nEle neste momento.

Salmos 18:2 ~ Salmos 40:2 ~ Mateus 7:24,25 ~ Deuteronômio 32:4 ~ Salmos 31:2,3 ~ Salmos 61:2 ~ Salmos 62:6 ~ Salmos 94:22 ~ Isaías 32:2 ~ Salmos 27:5 ~ Salmos 18:30,31