O TEMPO QUE VOS RESTA

“Que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e depois se desvanece” (Tg. 4:14)
Aquela manhã de primeiro de Junho tingiu-se de tragédia e dor, quando um jovem que seguia de motocicleta para o trabalho foi atropelado por um automóvel que, segundo parece, não respeitou o sinal de “Pare”. Poucos momentos depois, o barulho de uma ambulância rasgou o silêncio matinal e logo médicos e enfermeiras se empenhavam desesperadamente em salvar uma vida de 20 anos que se escapava. A tudo isso seguiram-se umas palavras de despedida dos angustiados pais, quando o ferido foi transportado para o hospital da cidade grande mais próxima. Todos os esforços foram em vão, e a triste notícia dada à família e amigos foi… a da morte!

 

Se na noite anterior, alguém tivesse perguntado ao jovem quanto tempo ele teria para o restante de sua vida, certamente ele teria respondido que não sabia.

 

E você, querido leitor, poderia dar-me uma resposta se eu perguntasse o quanto de vida lhe resta? Ou outra pergunta mais séria: Para onde você irá no fim de sua vida? Felizmente eu posso dizer que este jovem que morreu foi “estar com Cristo, porque isso é ainda muito melhor” (Fp. 1:23). Sim, meu querido leitor, ele conhecia o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador. E você, conhece o Senhor Jesus?

 

Gostaria que lesse tudo com atenção pois desejo lhe explicar como poderá ter a certeza de onde irá passar a eternidade. Sim, querido leitor, por meio da Palavra de Deus podemos conhecer o destino de nossa alma imortal.

 

Lemos na Santa Palavra de Deus que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo. 3:16).

 

Talvez você diga a si próprio: “Bem, não sou tão mau assim; nunca cometi nenhuma atrocidade, portanto, tudo irá correr bem quando eu morrer; não preciso estar com medo… pelo menos, assim espero”. Mas repare no que diz a Palavra de Deus: “Não há diferença; porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rm. 3:22-23).

 

Esta afirmação nos inclui a todos: a você, a mim, bem como ao jovem que morreu no acidente. Alguma vez você confessou, na presença de Deus, que é um pecador? Você sabe que Ele o ama e providenciou um meio pelo qual todos os seus pecados podem ser retirados para sempre? Isso acontece porque “o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (1 Jo. 1:7).

 

Eu conhecia muito bem o jovem que morreu no acidente, pois era meu próprio filho. Embora o amasse muito, não pude fazer nada para salvar a sua vida. Ao sair de casa naquela bela manhã de primavera, ele disse adeus e se foi, sem que nada nos fizesse prever que ele morreria logo depois. Nunca poderia imaginar os tristes acontecimentos que aquele dia me reservava. Mas conheço outro Pai que amava Seu Filho com um amor muito mais profundo do que você ou eu poderemos imaginar. Contudo, Ele O enviou a este mundo para morrer por amor de nós, pecadores: “O Pai enviou o Seu Filho, para Salvador do mundo” (1 Jo. 4:14). Que amor tão maravilhoso! Você não crê n’Ele?

 

O jovem a respeito do qual escrevo não deu sua vida de vontade própria. Não, enquanto permanecíamos ao seu lado naquele pronto-socorro, podíamos sentir os seus esforços para se manter vivo, enquanto sua preciosa vida se esvaía. mas o bendito Senhor Jesus, o eterno Filho do Deus vivo, deu Sua vida por você e por mim. “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores” (1 Tm. 1:15).

Permita-me, agora, dirigir-me a você com toda sinceridade. Se o seu pai estivesse escrevendo estas linhas a seu respeito, o que ele iria dizer? Será que ele poderia dizer com certeza, a respeito de você: “Ele está com Cristo, o que é muito melhor”? Ou ele teria que dizer: “Não sei…”?

 

Você não gostaria de ter esta questão resolvida de uma vez para sempre? Você não gostaria de ser salvo? Você pode ser salvo. Tudo o que precisava ser feito para sua salvação já foi feito por outra Pessoa. “Por este se vos anuncia a remissão dos pecados… por ele é justificado todo aquele que crê” (At. 13:38,39).

Deus providenciou um meio de salvação claro e simples. Lemos na Bíblia que “Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo” (Rm. 10:9).

 

O título deste artigo foi tirado de 1 Pedro 4:2: “Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus”. Se você já aceitou o Senhor Jesus como seu salvador pessoal, gostaria de o encorajar a ler sua Bíblia diariamente, e a ser fiel Àquele que morreu para redimi-lo, vivendo “o tempo que vos resta” para fazer a vontade de Deus.

 

Echoes of Grace – Junho 85

 

Veja Também:

Author: Acervo Digital Cristão

Share This Post On